+ Notícias

No Roda Viva, Joice Hasselmann ataca ‘puxadinho de família’ e interferência no Planalto

Em entrevista para o programa Roda Viva, da TV Cultura, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou que “nunca houve tanta interferência de uma família dentro de um poder” como existe no governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A ex-líder do governo no Congresso criticou o que chamou de “puxadinho de família” no Planalto, em referência à influência exercida pelos filhos de Jair Bolsonaro no governo. Em outro momento da roda de conversas, Joice defendeu notícias falsas que compartilhou durante a campanha e tangenciou perguntas de jornalistas sobre a crise dentro do partido.

“Muitas vezes eu disse ao presidente: me ajude a te ajudar. Fazer um puxadinho da família no Planalto não vai dar certo, isso é perigoso para o país”, declarou. Joice, que foi retirada da função de líder do PSL no Congresso Nacional, vem trocando ataques na última semana com a família Bolsonaro, principalmente o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Para ela, os filhos do presidente , Carlos, Eduardo e Flávio, deveriam se afastar das redes sociais. “Disse ao presidente, ‘Olha, está errado esse tipo de posicionamento. O senhor não pode usar seu WhatsApp para atacar pessoas públicas, ou mesmo os seus filhos porque eles têm o ônus e o bônus de ser o filho do presidentes’. Quando o filho do presidente fala uma frase, o peso dela é dez vezes maior”, conclui.

Joice vem sendo alvo de ataques feitos pelos filhos do presidente e também pelos perfis bolsonaristas nas redes – muitos dos perfis fakes utilizados para ataques feitos em massa, de acordo com suspeitas levantadas na entrevista pela própria deputada, seriam orquestrados pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

A parlamentar informou, na entrevista, que acionará o Ministério Público Federal contra os perfis que vêm divulgando fake news e montagens agressivas contra ela e também entrará com ações no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados – indicando que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e outros deputados possam estar envolvidos no esquema.

“Eu estou mapeando, sou jornalista e vou descobrir. Tem alguns perfis que já são identificados, que estão nas mãos de assessores dos meninos, do Carlos, do Eduardo e do Flávio”, disse Joice, que completou: “Por isso eles deveriam ficar mais quietos, restritos. Deletar o Twitter deles, Instagram, Facebook, deleta tudo. Porque todas as crises que aconteceram entre o executivo e o legislativo havia uma participação direta ou indireta dos meninos. O que isso contribui para o Brasil? Eu quero que o Brasil dê certo, mas desse jeito a gente vai perdendo a esperança”.

“Não esperava gratidão, mas um pouquinho de respeito. Agora, esses ataques da meninada, eu tenho coro duro. E eu disse ao presidente que está errado esse posicionamento. Quando alguém que é filho de um presidente fala uma frase o peso é mais forte. Tinham que deletar tudo. Fiquem quietos. Todas as crises tiveram participação direta de um dos meninos”, pontuou.

Apesar de criticar a postura dos filhos de Bolsonaro nas redes sociais em espalharem fake news, a deputada defendeu notícias falsas que compartilhou durante a campanha eleitoral de 2018. “Meu papel foi fazer barulho em cima daquilo”, disse sobre um vídeo falso que compartilhou que mostrava o nome de Fernando Haddad (PT) quando um eleitor digitava apenas o número 1 (um) na urna eletrônica.

*Informações: Revista Fórum

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *