Sem categoria

O desabafo do repórter e a operação abafa das pesquisas

No plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, um repórter com larga experiência no jornalismo potiguar desabafou:

– Nunca consegui votar só na esquerda. Numa mesma eleição, sempre votei em candidatos da esquerda e da direita. Mas depois do que fizeram com Lula e com Dilma, em outubro eu voto na esquerda de cabo a rabo.

O testemunho ocorreu na manhã desta terça-feira (24), enquanto deputados debatiam o futuro do processo que pode afastar do mandato o governador Robinson Faria (PSD) em razão do TCE ter reprovado em dezembro, por 7 a 0, as contas de 2016, na atual gestão.

A cena, espontânea, ilustra o sentimento de milhares de brasileiros e brasileiras.

Nos primeiros 15 dias após a prisão de Lula, o PT ganhou 3.230 novos filiados no país. Nas contas internas do próprio Partido, já são 2,1 milhões de petistas declarados em todo o país.

Pesquisa DataFolha deste mês também confirmou que o Partido dos Trabalhadores é o preferido da maioria dos eleitores. Ao todo, 20% dos entrevistados declararam simpatia pelo partido da estrela vermelha. Bem à frente do MDB, com 4%.

O PT cresce no momento em que mais apanha.

Lula lidera a corrida presidencial mesmo preso.

O tríplex do Guarujá que era do ex-presidente, de uma hora para outra passou a ser “atribuído a Lula”.

Mais do que a corrupção, a operação Lava-jato escancarou um judiciário seletivo que julga conforme convicções, ignorando a Constituição Federal.

Essa será, sem dúvida, a eleição mais imprevisível desde 1989.

Sem dúvida porque o candidato mais querido do partido preferido no momento é alvo de um justiçamento.

Taí meu colega repórter, decidido a votar de cabo a rabo na esquerda em outubro, que não me deixa mentir.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"