Sem categoria

O que muda com a candidatura de Antônio Jácome ao Senado

Antônio Jácome

O deputado federal Antônio Jácome (Podemos) vem avaliando convocar uma coletiva de imprensa ainda esta semana para anunciar oficialmente o embarque na chapa do pré-candidato ao governo do Estado Carlos Eduardo Alves (PDT).

Jácome abrirá mão de tentar a reeleição na Câmara e será candidato ao Senado, fazendo uma dobradinha com Garibaldi Alves Filho (MDB). Ao aceitar o convite, o deputado evangélico deixa o governador Robinson Faria, que tentará a reeleição, à procura de um novo companheiro para disputar o Senado na chapa, ao lado do tucano Geraldo Melo (PSDB).

A candidatura de Antônio Jácome tem o apoio do senador José Agripino Maia (DEM), que já vinha comentando a amigos próximos que poderia renunciar ao projeto de reeleição para garantir a imunidade parlamentar concorrendo a um cargo onde a eleição seria menos complicada.

Agripino Maia é réu em dois processos no Supremo Tribunal Federal e investigado em mais duas ações no STF. Concorrendo a uma vaga na Câmara Federal, o senador avançaria sobre as bases do filho Felipe Maia (DEM), sacrificado em nome do pai.

A candidatura de Antônio Jácome ao Senado fortalece o projeto da família Dickson, cuja principal base também está no eleitorado da Assembleia de Deus, maior denominação cristã do Estado com 220 mil cadastrados e 1.600 templos espalhados pelo Estado. Só em Natal são 263 igrejas.

O número de fiéis e potenciais eleitores corresponde a mais de 40% das 487.948 pessoas que se identificaram como evangélicas no último censo do IBGE, em 2010, o que na época já representava 15,4% da população potiguar.

A reeleição de Jácome à Câmara Federal estava ameaçada pelo crescimento da vereadora de Natal Carla Dickson, cuja desenvoltura entre os fieis da AD tem conquistado mais apoios até para o projeto de reeleição do marido e deputado estadual Albert Dickson.

Concorrendo ao Senado, Antônio Jácome apoiaria a candidatura à deputada federal de Carla Dickson e teria reciprocidade no apoio.

Natural de Sousa (PB), a trajetória política de Antônio Jácome começou em 1989, com a eleição de vereador pelo PMDB. Em quase 30 anos de carreira, Jácome alternou quatro mandatos de deputado estadual, três de vereador, foi eleito vice-governador do Estado na primeira gestão de Wilma de Faria (2002) e está no primeiro mandato de deputado federal.

Fiel à Assembleia de Deus, Antônio Jácome não demonstra a mesma fidelidade à partidos políticos. Antes de chegar ao Podemos, atual partido, o deputado passou por outras cinco agremiações: PMDB, PDT, PV, PSB e PMN.

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *