DEMOCRACIA

Para Coronel Azevedo, “caso Witzel” é questão nacional e “PSC do RN não tem a nada a ver com isso”

O afastamento do governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, principal nome do PSC no país, não mereceu uma resposta ou defesa contundente do deputado estadual coronel Azevedo, presidente estadual da sigla no Rio Grande do Norte.

Procurado durante a manhã desta sexta-feira (28), o parlamentar afirmou via assessoria de imprensa que o caso Witzel é “uma questão nacional e que o PSC estadual não tem nada a ver com isso”.

Wilson Witzel foi afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça hoje (28) por suspeita de fraude em licitações na compra de medicamentos e insumos na área de saúde durante a pandemia. Ele também está sendo

A postura de Azevedo chama a atenção por ser ele um dos deputados mais raivosos na Assembleia Legislativa em acusar ou apontar casos de corrupção em partidos de esquerda, especialmente PT e PSOL.

Eleito na esteira de bolsonarismo pelo PSL, Azevedo migrou para o PSC em agosto de 2019 a convite de Wilson Witzel e do pastor Everaldo, presidente nacional do partido. Antes da eleição para a ALRN, o coronel foi comandante da Polícia Militar no governo Robinson Faria (PSD).

Os dois estiveram presentes na solenidade de assinatura da ficha de filiação de Azevedo e posaram para fotos.

Witzel é acusado de ter intermediado contratos da primeira-dama com empresários. De acordo com o Ministério Público Federal, Helena Witzel recebeu R$ 554,2 mil entre 13 de agosto de 2019 e 19 de maio deste ano de quatro entidades de saúde “ligadas a membros da organização criminosa”.

Já de acordo com o portal G1, o pastor Everaldo foi citado na delação premiada do ex-secretário de saúde, Edmar Santos, por conta da influência dele no Palácio Guanabara. O ex-secretário foi preso por corrupção. Segundo a delação, era o pastor Everaldo quem mandava na saúde.

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *