DEMOCRACIA

Parlamentares do RN ironizam discurso de Bolsonaro na ONU

O mundo assistiu atônito à fala do presidente brasileiro Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU. Mentiras e negacionismo acompanharam o presidente ao mais alto púlpito das nações. Imprensa e personalidades internacionais comentaram a participação de Bolsonaro e parlamentares potiguares foram às redes sociais falar o que pensam sobre o discurso e a postura do presidente.

Da bancada norte-riograndense, General Girão (PSL) publicou parte da fala com a hashtah #Apoiado comentando apenas “Não ao passaporte sanitário”.

O senador Jean Paul Prates (PT) disse que o líder brasileiro reduz e envergonha o Brasil perante o mundo.

“O Brasil já teve dias melhores na cerimônia de abertura da Assembleia da ONU. Bolsonaro mais uma vez apequena a Presidência da República e o país diante de líderes mundiais. Mente, evita falar dos verdadeiros problemas do Brasil e do mundo, e mais uma vez envergonha nosso país”, escreveu o petista.

A senadora Zenaide Maia (PROS) também falou em pequenez e disse que quem ainda lhe dava o benefício da dúvida tem agora certeza de que se trata de um caso perdido.

“O Brasil foi muito mal representado na ONU. A comitiva teve: 1. o único presidente do G20 que não se vacinou; 2. um ministro da saúde que fez gesto obsceno a manifestantes; 3. um chanceler que fez “arminha na mão” a manifestantes.”, publicou.

A deputada Natália Bonavides (PT) foi além dos comentários e expôs as mentiras de Bolsonaro com uma série de prints de notícias passadas.

Confira:

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais