DEMOCRACIA

Pesquisadores protestam dia 8 de maio contra cortes na ciência e educação

A greve geral convocada para 14 de junho pelas centrais sindicais vai ganhando corpo em todo país. Várias categorias têm se mobilizado em pautas específicas para protestar nas ruas contra os retrocessos implementados pelo governo Bolsonaro.

Cientistas e pesquisadores das universidades federais marcaram para 8 de maio uma grande manifestação Nacional. No Rio Grande do Norte, o movimento é encabeçado por pesquisadores, professores e estudantes da UFRN, em parceria com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e outras entidades de ensino do Estado.

O foco da manifestação, que ocorre a partir das 16h, na calçada do Midway Mall, em Natal (RN), é o corte violento nos orçamentos da ciência e da educação.

Os cortes orçamentários promovidos pelo governo federal, em particular o contingenciamento de 42% nos recursos de investimentos do Ministério da Ciência, e 21% no Ministério da Educação, foram a gota de água para que a comunidade científica se mobilizasse.

Em Natal, a proposta está sendo organizada pelos representantes da SBPC, John Fontenele, secretário regional; Sidarta Ribeiro, conselheiro da SBPC, e pelo coordenador de Extensão do Instituto do Cérebro da UFRN, professor Eduardo Sequerra.

Além do protesto, o momento será marcado pela realização de aulas livres, mostras científicas e atividades artísticas. Os apoiadores poderão participar ainda de experimentos, como o do coração feito de papel e lâmpadas de led que se acende a partir de batimentos cardíacos.

“A ideia é que coloquemos o sensor em pessoas que estejam passando no local e com a pergunta: será que você consegue manter o coração da ciência brasileira batendo? Enquanto isso, estaremos falando sobre a importância da ciência”, completa o professor John Fontenele.

Brasília

No calendário do dia 8, a principal atividade acontece em Brasília, quando a SBPC realiza ato no Congresso Nacional para lançar a “Iniciativa de C&T no Parlamento – ICTP.br” e em defesa da ciência brasileira, com a presença de entidades científicas, instituições de pesquisa e pesquisadores de diversas instituições nacionais.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo