TRANSPARÊNCIA

Petrobras anuncia quarto reajuste nos combustíveis em 2021 e gasolina chega a custar até R$ 5,69 nos postos de Natal

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (18) o quarto reajuste consecutivo em menos de dois meses no preços dos combustíveis. O litro da gasolina terá um aumento de R$ 0,23, enquanto o diesel será vendido a R$ 0,34 , o litro. De acordo com a estatal, os preços devem ser repassados às distribuidoras a partir da sexta-feira, 19.

No entanto, em Natal, postos de combustíveis já foram flagrados aplicando a alta ainda hoje, com cobrança de até R$ 5,69 pela gasolina. A aplicação do reajuste um dia antes do previsto é irregular.

A Agência Saiba Mais procurou o  Departamento Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), e o órgão informou que 60 estabelecimentos já foram notificados pelo aumento abusivo.

O preço médio de venda de gasolina nas refinarias da Petrobras passará a ser de R$ 2,48 por litro. Já o preço médio de venda de diesel será de R$ 2,58 por litro. 

Segundo pesquisa da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o litro da gasolina já acumula alta de 34,78% desde o início de 2021, enquanto valor do diesel subiu 27,7% nesse período. Ainda de acordo com a ANP, a gasolina começou o ano custando R$ 4,833 e o diesel registrava R$ 3,875 de preço médio nos postos.

Uma audiência pública proposta pelo deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) na próxima terça-feira (23) vai debater os sucessos aumentos abusivos no preço dos combustíveis. O Rio Grande do Norte tem uma das gasolinas mais caras da região Nordeste.

De acordo com o Governo do Rio Grande do Norte e especialistas ouvidos em janeiro pela reportagem, os sucessivos reajustes dos combustíveis têm sido provocados pela política de preços adotada pela Petrobras desde 2016, quando a estatal passou a acompanhar os valores exercidos pelo mercado internacional no preço do barril do petróleo.

Governo Federal culpa os estaduais pelos aumentos

O Presidente Jair Bolsonaro usou a conta no Twitter para anunciar que pretende disciplinar o ICMS dos combustíveis. O imposto é de responsabilidade dos governos estaduais e representa 29% do valor cobrado pela gasolina.

– Enviei hoje PLP para disciplinar o ICMS dos combustíveis. Visamos a regulamentação do art. 4º da Emenda Constitucional 33/2001.

– Caso aprovado, o ICMS vai incidir uma única vez no litro de cada combustível. A alíquota única será definida pelos Governadores, por meio do CONFAZ pic.twitter.com/FMiDo3w0H0

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) February 13, 2021

Todavia, o imposto não sofreu alterações nesse período, garante o Governo do Estado do Rio Grande do Norte. O secretário estadual de tributação, Carlos Eduardo Xavier, já havia se manifestado em janeiro sobre o assunto, também no Twitter, após a terceira alta da gasolina.

 

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *