CIDADANIA

Por falta de tempo e orçamento, Inep vai adiar Enem de 2021

A Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) não será realizado em 2021, informou Danilo Dupas Ribeiro, presidente do Inep, aos membros do Conselho Nacional de Educação. A confirmação foi divulgada pelo colunista Ancelmo Gois, do O Globo, nesta quinta-feira, 13.

A prova deste ano deve ser adiada para janeiro ou fevereiro de 2022 por falta de orçamento e tempo, indica o colunista. Nesta sexta-feira, 14, uma portaria deve ser publicada pelo Inep confirmando o adiamento.

A informação de que o exame não seria aplicado esse ano era esperada já que o INEP (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) havia publicado as metas de 2021 no Diário Oficial desta quarta-feira, 12, e a realização da prova não estava entre as ações previstas.

No ano passado, com a pandemia do novo coronavírus, o Enem precisou ser adiado já que a realização da prova implicava deslocamento e aglomeração, ações contrárias as medidas sanitárias impostas para evitar a contaminação pelo vírus. O exame foi realizado nos dias 17 e 24 de janeiro, em versão impressa, e em versão digital nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

A coluna de Gois lembra ainda que Dupas Ribeiro é o quarto presidente do Inep desde o início do governo de Jair Bolsonaro. Antes dele passaram pelo instituto Alexandre Ribeiro Pereira Lopes (de maio de 2019 a fevereiro de 2021), Elmer Coelho Vicenzi (de abril de 2019 a maio de 2019) e Marcus Vinicius Rodrigues (de janeiro de 2019 a março de 2019).

É pelo Enem que estudantes de todo o país conseguem ter acesso a cursos de nível superior das universidades públicas, além de terem acesso ao Prouni. Instituições privadas também aceitam a nota do exame como critério para entrada de alunos.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *