TRANSPARÊNCIA

Prefeito de Natal, Álvaro Dias, recebeu salários e benefícios da ALRN quando estava sem mandato

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte continuou pagando salário de deputado ao prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), durante período em que ele estava sem mandato. A informação foi apurada pela Revista Fórum e publicada nesta quinta-feira (12).

Álvaro Dias, que é candidato a reeleição, foi deputado estadual por 18 anos em diferentes períodos entre 1991 e 2016. Ele presidiu a assembleia entre 1997 e 2003, chegou a ser deputado federal entre 2003 e 2007, mas ficou sem mandato entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014.

Natural de Caicó, Dias buscou a eleição como vice-governador em 2010 na chapa de Carlos Eduardo Alves (PDT), sem sucesso. Isso provocou a lacuna mandato durante os quatro anos mencionados pela reportagem.

Ele só retornaria a uma função pública em 2015, após voltar a ser eleito deputado estadual. Em 2017, ele abandonaria novamente a ALRN quando assume o cargo de vice-prefeito na chapa de Carlos Eduardo Alves (PDT). Com a renúncia do pedetista, que tentou novamente ser governador mas acabou derrotado por Fátima Bezerra (PT) em 2018, a Prefeitura fica nas mãos de Álvaro Dias.

Entretando, segundo o Portal da Transparência da Alern, Álvaro Dias recebeu salários e benefícios de deputado durante todos os meses entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014 na lista de servidores com vínculo “Eletivo” e função “Deputado – Nivel:64”, período em que estava sem mandato eletivo.

A publicação lembrou ainda que Álvaro Dias coleciona alguns processos judiciais, entre eles o do esquema “Trem da Alegria”, em que acusado de inflar a folha de pessoal da Assembleia Legislativa, no período em que foi presidente da Casa.

No mesmo esquema, ao menos 10 parentes de Álvaro são investigados por terem sido nomeados para cargos efetivos sem prestar concurso público. Um total de 193 são réus na mesma investigação.

A Agência Saiba Mais buscou posicionamento do prefeito Álvaro Dias e da Assembleia Legislativa do RN, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *