Principal

Prefeitura alega “equívoco” na origem das despesas de cachês

Anúncios

A secretaria municipal de Cultura de Natal negou que os cachês do carnaval serão pagos com recursos do Plano Municipal da Leitura e do Livro, como constam os extratos publicados pela própria pasta no Diário Oficial.

Em nota de esclarecimento enviada à imprensa, a Secult alegou “equívoco” no lançamento das contratações e adiantou que nesta quarta-feira (27) um nova publicação no DOM será realizada corrigindo a falha:

– Por equívoco no momento da elaboração da publicação foram lançadas indevidamente contratações artísticas na rubrica de “Implementação do Plano Municipal do Livro, da Leitura e das Bibliotecas”. Na edição de amanhã (quarta-feira) do Diário Oficial do Município (DOM) haverá a republicação na rubrica específica para contratações referentes ao Carnaval de Natal, que é a de “Apoio às Festas Tradicionais e os Festejos Populares do Município de Natal”.

O caso veio à tona após denúncia da vereadora Divaneide Basílio (PT).

Anúncios

Ao todo, na rubrica “Implementação do Plano Municipal do Livro, da Leitura e das Bibliotecas, segundo o DOM, a prefeitura pagaria R$ 1,194 milhão para 15 artistas se apresentarem no carnaval de Natal em 2019.

Os cachês pagos a artistas nacionais e locais na rubrica do Plano Municipal do Livro variam de R$ 10 mil a R$ 150 mil, todos com dispensa de licitação.

Em pelo menos cinco edições do Diário Oficial do Município de fevereiro, a prefeitura dividiu o pagamento dos cachês em duas rubricas: Plano Municipal do Livro, da Leitura e das Bibliotecas”, onde estão todos os cachês de artistas nacionais, e “Apoio às Festas Tradicionais e os Festejos Populares do Município de Natal”.

A Secult também afirmou no mesmo comunicado que, até o momento, “não houve pagamento algum das contratações para o Carnaval em Natal 2019 e que todo o orçamento para a implementação do Plano Municipal do Livro, da Leitura e das Bibliotecas está assegurado”.

Confira os valores dos cachês já anunciados pela prefeitura de Natal publicados rubrica lano Municipal do Livro, da Leitura e das Bibliotecas”:

Carlinhos Brown: R$ 150 mil
Alexandre Pires: R$ 130 mil
Margareth Menezes: R$ 130 mil
Ricardo Chaves: R$ 130 mil
Paralamas do Sucesso: R$ 120 mil
Monobloco: R$ 110 mil
Titãs: R$ 120 mil
Roberta Sá: R$ 75 mil
Sidney Magal: R$ 66 mil
Antônio Nóbrega: R$ 50 mil
Quinteto Violado: R$ 45 mil
Aduílio Mendes: R$ 20 mil
Silvério Pessoa: R$ 20 mil
Capilé: R$ 18 mil
Jarita Night Day: R$ 10 mil

Saiba Mais: Prefeitura paga cachês do carnaval com dinheiro de bibliotecas

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *