CIDADANIA

Prefeitura de Natal distribui máscaras entre agentes da Defesa Civil e Guarda Municipal que ajudam a espalhar coronavírus

Foto: divulgação Semdes

Máscaras com válvula, apesar de aparentemente mais seguras, não são indicadas para evitar a transmissão de covid-19. Pelo contrário, apesar de proteger quem usa, elas ajudam a espalhar o vírus à medida que o ar que sai pela válvula se espalha mais fácil e sem passar por nenhum tipo de filtragem.

Mesmo assim, a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) começou a distribuir entre itens de proteção individual para guardas municipais e agentes da Defesa Civil do Município de Natal, máscaras com válvulas. Serão três mil unidades no total, sendo 1.200 do modelo esportivo com filtro e 1.800 do modelo de proteção em 3D. Um estudo sobre os efeitos negativos do uso da máscara com válvula foi publicado em novembro pelo Centro de Controle e Prevenção de Doença (CDC), dos Estados Unidos. O órgão, é uma espécie de Ministério da Saúde dos norte-americanos.

A válvula desse tipo de máscara fecha quando a pessoa inspira, para filtrar o ar, e se abre quando a pessoa expira, jogando todas as partículas no ar concentradas em um pequeno espaço, o que facilita a contaminação de pessoas que estejam perto. Por isso, elas costumam ser utilizadas em ambientes onde há muita poeira, como as construções. A equipe da Agência Saiba Mais entrou em contato com a assessoria da Semdes que, até o fechamento da matéria, não enviou qualquer resposta. Além das máscaras, a Secretaria também adquiriu óculos de proteção, álcool líquido e gel a 70%.

imagem: reprodução do site da CDC
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo