TRANSPARÊNCIA

Prefeitura de Natal ignora recomendação do conselho municipal de saúde e diz que não vai adotar lockdown

Apesar da recomendação emitida na quarta-feira (27) pelo Conselho Municipal de Saúde de Natal para que o município adote medidas mais rígidas de isolamento social, conhecidas como lockdown, como forma de reduzir a disseminação do contágio pelo novo Coronavírus na capital potiguar, o prefeito Álvaro Dias (PSDB) ignorou o apelo. A prefeitura afirmou que não vai restringir mais ainda o isolamento e seguirá as recomendações já adotadas na cidade.

Em nota, o município disse que  as medidas de isolamento social seguirão normalmente até o dia 4 de junho, data de validade do atual decreto estadual que normatiza as restrições de circulação. Esta é a segunda recomendação que Natal recebe para a adoção do lockdown. Na última semana, o Comitê Científico do Nordeste recomendou a medida para a capital e Mossoró, além de outras cidades do Nordeste.

Segundo o comitê, as medidas de restrição mais rígidas são indicadas em cidades com baixo índice de isolamento social e alto percentual de ocupação de leitos.

O Rio Grande do Norte continua com um dos piores índices de isolamento social do Nordeste. Na sexta-feira (29), o índice registrado no Estado foi de 38,7%, de acordo com dados da empresa de tecnologia In Loco. Apenas Sergipe tem índice mais baixo que o RN.

Comitê cobra campanha educativa e aponta superlotação das UPAs para justificar lockdown

A presidenta do conselho municipal de Saúde Dalva Horácio listou uma série de falhas da prefeitura durante a pandemia, como a superlotação e sobrecarga das UPAs, falta de fiscalização no cumprimento das medidas de isolamento e ausência de campanha de educação massiva para orientar a população. Veja o vídeo abaixo:

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *