+ Notícias

Prefeitura decreta situação de emergência após morte de família em desabamento de falésia em Pipa

A Prefeitura de Tibau do Sul decretou nesta sexta-feira (20) situação de emergência na praia da Pipa após o desabamento de parte de uma falésia ter causado a morte de três pessoas.

O decreto tem validade de 90 dias e pode ser prorrogado por igual período. O documento publicado no Diário Oficial do Município, classificou o acontecimento como Desastre Natural Geológico por Movimento de Massa por deslizamento na Praia de Pipa – Município de Tibau do Sul/RN, causado por movimentos rápidos de solo ou rocha, apresentando superfície de ruptura bem definida, de duração relativamente curta, de massas de terreno geralmente bem definidas quanto ao seu volume, cujo centro de gravidade se desloca para baixo e para fora do talude.

Durante o período em que persistir a “situação de emergência” fica dispensado de licitação os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação dos cenários.

Área será isolada para proteger banhistas 

Em reunião com integrantes do Ministério Público Federal e da prefeitura de Tibau do Sul, o Governo do Rio Grande do Norte formalizou nesta sexta-feira (20) a criação de uma força tarefa para o isolamento da área de falésia ameaçada de desabamento na praia de Pipa.

Os entes envolvidos assinarão um termo para formalizar a parceria. Na quinta-feira (19) a Defesa Civil Estadual visitou o local, coletou amostras de terra e rochas para estudo geológico e definição do que deverá ser feito no local para que a área possa voltar a ser utilizada com segurança.

Entre as medidas a serem tomadas nas próximas horas está o isolamento da área com apoio das forças de segurança públicas. Para isso o Governo do Estado disponibilizou efetivo da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, peritos do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) e técnicos do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente do RN (Idema), que vão atuar nas investigações.

Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *