DEMOCRACIA

Prefeitura do Natal fura-fila e vacina profissionais que não estão contemplados na fase 1

Embora não estejam na linha de frente do combate à covid-19 ao lado de aproximadamente 35 mil profissionais da saúde na capital, há trabalhadores da prefeitura de Natal sendo imunizados. A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Natal (Sinsenat) na manhã desta quarta-feira (20), quando foi iniciado o processo de vacinação na capital potiguar.

A assessoria de comunicação da secretaria municipal de saúde disse que a imunização desses profissionais foi um equívoco e que o problema já foi sanado. “No início da abertura do drive Arena das Dunas algumas pessoas que estão trabalhando foram vacinados. Esse equívoco já foi sanado, uma vez que de acordo que o Ministério da Saúde é para vacinar os envolvidos na ação, porém devido a pequena quantidade de doses recebidas, neste momento Natal não vai vacinar os envolvidos”, comunicou.

A imunização das pessoas que não se enquadram na fase 1 da vacinação ocorre depois que a própria prefeitura de Natal informou que a primeira dose deve ser aplicada prioritariamente nos servidores da saúde que atuam diretamente na pandemia, além de idosos que vivem em abrigos de longa permanência.

“Uma situação gravíssima. Dentro de um cenário de escassez de vacinas que contemple toda a equipe multidisciplinar que atua nos locais de combate à pandemia em Natal, pessoas que estão enfrentando o risco diário de contaminação pela atuação direta com o coronavírus, você imunizar jovens que não tem o perfil para receber a vacina nessa fase”, desabafou a coordenadora do Sinsenat, Soraya Godeiro, que apresentará denúncia no Ministério Público.

Soraya atribui a falta de transparência à realização pela prefeitura, nesse momento, da vacinação por drive through e não nos locais de trabalho, já que as doses recebidas só atenderão os profissionais da saúde. “As denúncias recebidas comprovam o questionamento feito pelas entidades sindicais sobre esse formato escolhido pela prefeitura. Por que não vacinar as pessoas nos locais de trabalho? A quem interessa isso?”, questiona.

O registro da imunização foi postado nas redes sociais das próprias servidoras. Segundo o sindicato, trabalham na secretaria municipal de Assistência social, no administrativo do Departamento de segurança alimentar, e na coordenação do Cadastro Único.

A prefeitura de Natal recebeu 12.235 doses de vacina nesta terça-feira, referentes ao 1º lote, e vai destinar 11.778 doses a uma parcela dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate a covid-19 e 457 para os idosos que vivem em abrigos.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

2 Comments

  1. Que palhaços!!! Eles deveriam
    Ser os primeiros a negar a vacinação. Não é à toa que verbas federais são difíceis neste Estado. Muito aproveitador querendo se dar bem às custas do sofrimento alheio. Tiraram a vez de quem realmente precisa neste momento difícil, roubando vacinas. Tomara que falte vacina pros familiares desses irresponsáveis, pra sentirem na pele o que é ser assaltado, roubado e desrespeitado!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *