DEMOCRACIA

Presidente da CPI da Covid, Omar Aziz dá voz de prisão a Roberto Dias, acusado de mentir em depoimento

O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), deu voz de prisão ao ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, que testemunhou nesta quarta-feira (7), por mentir.

“Ele vai ser recolhido pela polícia do Senado, deixei chances para ele desde a manhã, mas ele está mentido”, disse o parlamentar. “Houve uma acusação contra ele, eu tentei várias vezes fazer com que ele falasse a verdade e ele continuou mentindo. Nós já sabíamos desses áudios antes do depoimento dele”, afirmou.

A advogada que acompanhava o depoente, Maria Jamile José, protestou: “absurdo”.

“Eram gritantes as contradições no depoimento de Roberto Dias. O fim da CPI não é a prisão de ninguém, é a verdade”, declarou o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Uma das falas contestadas pelo senador e por outros parlamentares é sobre o encontro entre Dias e o policial militar Luiz Paulo Dominguetti, representante da empresa Davati e que o acusou de pedir propinas. Roberto declarou que o encontro se deu por acaso, sem que ele soubesse; mas gravações divulgadas em reportagem da CNN apontam que a reunião estava agendada dias antes.

O depoente também disse que não era encarregado pela compra de vacinas dentro do Ministério, mas não esclareceu por que se envolveu na negociação fraudulenta.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *