+ Notícias

Presidente do PCdoB em Pau dos Ferros processa bolsonarista por agressão

O Presidente municipal do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Pau dos Ferros, Edielson Rêgo, relatou em suas redes sociais que sofreu um episódio de agressão enquanto trabalhava, por um colega de profissão admirador e defensor do presidente da República Jair Bolsonaro. A agressão aconteceu no início de maio, no município de Macaíba. Segundo a vítima, a causa teve como estopim a ordem de abastecimento de um caminhão, mas foi potencializada por divergências políticas entre ambos.

Distribuidor da empresa de água mineral Cristalina, Edielson estava em uma fila para abastecer seu caminhão, quando o agressor passou a sua frente na ordem de abastecimentos:

Eu cheguei até a fonte para reabastecer o caminhão, e um colega de profissão que havia chegado depois de mim passou na frente, fui até ele, disse que não fizesse isso pois era uma atitude desonesta, foi aí que ele me bateu com uma barra de ferro e me deixou ensanguentado no mesmo momento”, relata Edielson.

De acordo com a vítima, que foi atendida pela SAMU, o agressor – que não teve seu nome citado por questões jurídicas – foi levado pela Polícia Militar e teve registrado um termo circunstanciado de ocorrência.

Segundo Edielson, nenhum funcionário da empresa prestou socorro. O agressor teve seu caminhão abastecido e estava prestes a deixar o local quando a polícia chegou:

A empresa não se pronunciou, não se deu nem o trabalho de fazer uma ligação para saber se eu estava bem e vivo e se não fosse a polícia ter chegado, o agressor teria ido embora normalmente. Vou lutar na justiça para que essa pessoa responda pelo crime que cometeu e seja condenado, sei que há também uma questão de divergência política, todos sabem quem sou e o que defendo, sou comunista, mas não se pode levar para o lado da violência, jamais faria isso”, alegou.

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *