OPINIÃO

Previdência no RN perdeu quase 90 mil contribuintes em três anos

Entre o último trimestre de 2015 e o primeiro trimestre de 2018, o Rio Grande do Norte perdeu um contingente de quase 90 mil contribuintes da previdência social.

Ao encerrar 2015, o Estado tinha 1,356 milhão de pessoas ocupadas, dos quais 780 mil contribuíam para a previdência e outros 576 mil estavam fora do sistema previdenciário. No primeiro trimestre de 2018 o número de pessoas ocupadas no estado havia caído para 1,297 milhão, sendo 693 mil contribuintes e 604 mil não contribuintes.

Em termos espaciais, a queda do número de contribuintes no Rio Grande do Norte se concentrou na capital potiguar. Natal perdeu 65 mil contribuintes nesse período, ou seja, cerca de 75% das pessoas que deixaram de contribuir para a previdência no RN residiam em Natal.

A principal razão para a queda do número de contribuintes no Estado foi a redução dos empregos com carteira assinada. No período em análise, o número de pessoas com carteira assinada no RN caiu em 70 mil pessoas.

Nos últimos 12 meses, a taxa de desemprego no Estado apresentou um recuou de 16,3% para 14,9%, todavia essa queda foi puxada principalmente pela geração de empregos sem carteira assinada. Portanto, a leve recuperação pela qual passou a economia brasileira nos últimos trimestres ainda não foi capaz de gerar empregos de melhor qualidade.

O mercado de trabalho segue se degradando, com menos emprego com carteira assinada e menos contribuintes para a previdência.

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Aldemir Freire
Aldemir Freire é economista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *