TRANSPARÊNCIA

Professor da UERN é a primeira vítima por coronavírus no RN

Anúncios

O município de Mossoró registrou o primeiro caso no Rio Grande do Norte de morte de pessoa infectada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), segundo informou o governo estadual no final da noite deste sábado (28). A vítima é o professor universitário Luiz Di Souza, de 61 anos, com histórico de diabetes, que teve contato com caso suspeito.

Segundo a secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), o paciente deu entrada em hospital privado na cidade de Mossoró no dia 21 de março, e teve a confirmação do diagnóstico para Covid-19 na última sexta-feira (27), falecendo na noite deste sábado.

O professor universitário Dr. Luiz Di Souza era lotado no Departamento de Química, da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). A instituição comunicou o falecimento do professor em nota oficial, decretou luto e informou que, devido aos riscos da doença, não haverá velório.

Também em nota, o governo do Estado se solidarizou com a família e afirmou que “a morte de um potiguar por Covid-19 reforça o que tem sido recomendado diariamente: a população que pode, deve ficar em casa, e todos devem seguir as orientações das autoridades sanitárias. Esse período exige de cada um de nós consciência e responsabilidade”.

O Rio Grande do Norte possui 45 casos confirmados do novo coronavírus, são 22 em Natal, 14 em Mossoró, seis em Parnamirim, um em Macaíba, um em Monte Alegre e um em Passa e Fica.

De acordo com o boletim epidemiológico, o número de casos suspeitos é de 1.130, sendo 29 casos de pessoas residentes em outras regiões do país. A Sesap também investiga três óbitos de casos suspeitos. Até o momento, foram 323 descartados.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *