TRANSPARÊNCIA

Projeto no Senado pode destinar até R$ 4,3 bilhões a mais para Estados e municípios

Anúncios

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) apresentou nesta terça-feira (17) uma proposta de emenda à Medida Provisória nº 909 que representa a transferência de até R$ 4,3 bilhões para Estados e municípios. As cifras equivalem a 50% do Fundo de Reservas Monetárias, criado pela lei que instituiu o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), mas que foi extinto pelo governo Bolsonaro através da MP 909.

A proposta de Prates é destinar metade dos recursos do fundo para Estados e municípios. Já o restante seria abatido da divida da União:

“A situação fiscal da União é muito mais confortável do que as de muitos estados e municípios. Por isso, estamos apresentando esta proposta, focando em quem mais precisa”, explicou Jean Paul.

O projeto estabelece ainda um critério para destinação desses recursos, que seguirá os moldes do aprovado para o leilão da cessão onerosa, outro caso recente de repartição de recursos que não estavam alocados a nenhum programa ou política pública. Os valores poderiam ser usados para pagamento das dívidas atrasadas dos Estados, ou para investimentos.

Anúncios

“A dívida federal está em uma situação menos periclitante que a dos estados, que precisam ser urgentemente acudidos, especialmente visando reativar a economia local e combater o desemprego. A situação é urgente e requer atenção do Senado, como Casa da Federação”, justificou.

A ideia é adotar o mesmo cálculo usado na divisão outorga onerosa, a partir de um percentual do Fundo de Participação dos Estados, o que deixaria a Bahia na primeira posição do ranking, com R$ 370,1 milhões. Já São Paulo ficaria em último lugar, com R$ 28,4 milhões. O Rio Grande do Norte receberia o equivalente a R$ 173,5 milhões.

Os recursos seriam mais uma alternativa para quitar as folhas atrasadas do funcionalismo herdadas da gestão passada, uma vez que a governadora Fátima Bezerra já anunciou que toda a verba extra que entrar no fluxo do tesouro estadual seria repassado para os servidores estaduais.

Fonte: mandato do senado Jean Paul Prates (PT/RN)

 

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *