TRANSPARÊNCIA

Propaganda da Reforma da Previdência vai custar R$ 37 milhões

Enquanto as universidades federais do Rio Grande do Norte (UFRN e UFERSA) e o Instituto Federal (IFRN) tiveram cerca de R$ 108 milhões bloqueados, o Governo Federal vai gastar R$ 37 milhões apenas com a campanha publicitária em defesa da Reforma da Previdência.

Com o slogan ‘Nova previdência. Pode perguntar’, as peças trazem tanto pessoas comuns quanto famosos milionários fazendo perguntas que serão respondidas por apresentadores em estúdio.

A campanha, que será veiculada em jornais, emissoras de rádio e televisão, internet, mídias sociais, mídia exterior e painéis de aeroportos, rodoviárias e estações de metrô, foi formulada pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) e executada pela agência Artplan.

Famosos

Para dar credibilidade à reforma, o governo contratou famosos como os apresentadores de TV José Datena, Ana Hickmann, Luciana Gimenez, Ratinho, Milton Neves, Rodrigo Faro e Renata Alves. A renda mensal dos contratados é de R$ 1,37 mi (em salários, desconsiderando lucros de empresas próprias ou propagandas).

Esse número é 50 vezes maior que a média da população 1% mais rica do país, segundo dados do IBGE.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *