TRANSPARÊNCIA

RN tem 76 mortes por covid-19 em cinco dias e ocupação de leitos críticos passa dos 90%

Entre a segunda (26) e esta sexta (30), o Rio Grande do Norte acumulou um total de 76 óbitos por covid-19. Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap) e são divulgados diariamente por meio de boletins. O aumento de casos do novo coronavírus no estado também pode ser percebido pela fila de pacientes com covid à espera de uma vaga para internação em leitos críticos (semi-intensivo ou UTI). Enquanto 32 pacientes aguardavam por uma vaga na manhã de hoje, o sistema de regulação apontava apenas 19 leitos disponíveis.

A situação mais preocupante é no interior do RN. Na região Oeste são 19 pacientes aguardando vaga, mas nenhum leito disponível. Já a região metropolitana de Natal tem 13 pacientes esperando uma vaga e 19 leitos disponíveis. A média geral de ocupação dos leitos críticos no Rio Grande do Norte é de 94%: chega a 100% no Oeste do estado, a 93% na região metropolitana da capital e baixa para 90% no Seridó. Já na rede privada, até a quinta (30), a taxa de ocupação estava em 92%, mas apenas oito dos dez hospitais tinham atualizado seus dados no sistema.

Até o momento, 729 pessoas morreram no RN na fila de espera por uma vaga para internação. Até esta sexta, o estado acumula um total de 222.975 casos confirmados e 5.460 óbitos por covid-19, sendo 13 nas últimas 24 horas registrados nas cidades de Natal (03), Mossoró (05), Jardim do Seridó (01), São Paulo do Potengi (01), Felipe Guerra (01), Grossos (01) e Passagem(01).

A Sesap ainda investiga outros 52.818 casos e 1.103 mortes suspeitas de covid. O RN tem, ainda, 131.955 casos de Síndrome Gripal Não Especificada, que são casos suspeitos, mas que não tiveram o diagnóstico fechado por problemas que não permitiram a realização de exame laboratorial.

Dos 27 hospitais com leitos para pacientes com covid-19 em todo o estado, 20 atingiram 100% de taxa de ocupação. Outras cinco unidades estão entre 85% e 95% de seus leitos ocupados. Apenas o Hospital Maria Alice Fernandes (50%) e o Hospital Dr José Pedro Bezerra (55%), no bairro Potengi, em Natal, apresentam um baixo índice de ocupação.

Infográficos: Regulação Lais/ UFRN
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *