Principal

RN chega a 45 mortes por Covid-19 e 40% de ocupação dos leitos críticos: “situação dramática”

O Rio Grande do Norte chegou a 45 óbitos por Covid-19 e 832 pacientes diagnosticados com o novo Coronavírus em 57 municípios. Há ainda sete mortes sob investigação. “A situação passa a ser dramática”, desabafou o secretario-adjunto de Saúde Petrônio Spinelli na coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira(27):

– Não existe município no Rio Grande do Norte onde o vírus não esteja circulando. Qualquer pessoa com sintoma gripal é um potencial suspeito”, disse.

O sistema de saúde já tem 40% dos leitos de UTI ocupados com os pacientes mais críticos. A margem considerada aceitável pelos gestores da saúde é a ocupação aproximada de 30%. Enquanto isso, o Governo corre contra o tempo para abrir mais espaço nos hospitais públicos para pacientes com a Covid-19.

Ainda essa semana mais 10 leitos serão abertos no hospital São Luiz, em Mossoró. Há também uma previsão de 100 novos leitos nas próximas semanas, sendo 60 na Liga Norte-rio-grandense contra o câncer (40 de UTI e 20 de observação), 20 leitos de UTI no hospital João Machado, 10 leitos de UTI no hospital da PM e mais 10 leitos, também de UTI, no hospital de Macaíba.

Spinelli voltou a destacar a importância do isolamento social como principal alternativa para reduzir o impacto da pandemia no Estado e lamentou que há na sociedade quem ainda não esteja acreditando na iminência da tragédia que está por vir. A meta da Sesap é atingir 60% do isolamento.

– O retrato de hoje, como já disse aqui, é referente a 10 ou 14 dias atrás. Dias piores virão. E mais gente na rua está acontecendo. Precisamos ter papel proativo para convencer os demais de que o isolamento social é imprescindível. Não quero dizer “eu avisei”, estou avisando agora e gostaria que a maioria da sociedade tivesse papel nisso. Uma minoria pode levar o sistema ao colapso”, afirmou.

Ele criticou supermercados que vêm estimulando aglomerações com a divulgação de promoções de produtos. E reiterou a importância do uso da máscara para quem tiver que sair de casa:

– É inaceitável uma pessoa ir ao banco, por exemplo, e não usar máscara. Saiu de casa ? Use máscara”, afirmou.

Conforme os modelos matemáticos de pesquisadores da UFRN e a própria estimativa do Governo, o pico da pandemia no Rio Grande do Norte deve acontecer na próxima semana, durante a primeira quinzena de maio. Petrônio Spinelli demonstrou ainda mais preocupação com alguns municípios do interior do Estado, que seguem funcionando normalmente, advertiu.

– Há cidades de grande porte que, em tese, não tem casos, mas agem com displicência, eu diria até com grau de irresponsabilidade. Não quero citar nomes, mas são cidades grandes funcionando normalmente na região do Agreste. Daqui a 10 ou 15 dias podemos ter uma tragédia”, afirmou.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *