TRANSPARÊNCIA

RN chega ao pico da pandemia com isolamento social abaixo de 40%

Anúncios

O Rio Grande do Norte atingiu o pico da pandemia de Covid-19 nesta quinta-feira (25), informou a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde, Alessandra Lucchesi. A taxa de ocupação geral de leitos no Estado chegou a 96%. Em números absolutos, 750 pessoas estão internadas em leitos clínicos e críticos das redes pública e privada de saúde.

O número de óbitos confirmados por Covid-19 passou de 814 para 858 em 24 horas. A maioria das confirmações é fruto de mortes em investigação, pois apenas cinco ocorreram de ontem para hoje.

No pior estágio da doença, de acordo com Alessandra Lucchesi, a tendência é que a curva de contaminação pelo novo coronavírus no Estado comece a se estabilizar e, em seguida, cair.

“Estamos sim no pico da pandemia no estado e é preciso haver uma atenção redobrada para a situação, que está acentuada nesse momento”, disse.

A subcoordenadora explicou ainda que os dados da situação epidemiológica observados hoje são fruto do acontecido a dias atrás em cada região. “Os dados de hoje informam o que aconteceu há sete, dez, doze dias atrás. O que nós estimamos é que o número de casos e mortes continue alto, mas não crescente de forma exponencial, e depois a curva comece a cair. Vale salientar que existem diferenças de região para região, são muitas variáveis, mas isso é o que temos hoje”, explica.

De acordo com a plataforma Regula RN, 87 pessoas estão na fila de espera por leitos na tarde desta quinta (25). Segundo a Sesap, a taxa de ocupação de leitos nas regiões de saúde é de 100% nas regiões de Pau dos Ferros e João Câmara. A Região Metropolitana tem 97,2% dos leitos ocupados, já a Região de Mossoró/Oeste tem 97,9% de ocupação, enquanto no Seridó, o índice de ocupação de leitos é de 86,2%.

A Sesap deve observar o comportamento da doença pelos próximos 10 dias, pois é preciso passar pelo pico da doença para saber se ele foi realmente atingido. O quadro do Rio Grande do Norte mostra que a doença cresceu rapidamente ao longo das últimas semanas, principal indicativo de que a pandemia tenha atingido o seu pior momento.

Ao todo, o Rio Grande do Norte conta com 22.599 casos confirmados de Covid-19 e 30.635 casos suspeitos que aguardam investigação ou resultados laboratoriais.

Taxa de transmissibilidade do vírus caiu e está abaixo de 1 

Alessandra Luchessi afirmou que Sesap espera manter o índice de transmissibilidade do vírus abaixo de 1 (foto: Elisa Elsie)

Apesar do baixo índice de isolamento social registrado no Rio Grande do Norte – 39,8% nesta quarta-feira (24) -, o índice de transmissibilidade do Coronavírus no estado caiu e está dentro do indicado como razoável pelo comitê científico de enfrentamento ao Coronavírus do RN.

Segundo Alessandra Luchessi, o índice mostra o quanto uma pessoa infectada pelo coronavírus pode infectar outras.

“A taxa de transmissibilidade até então no estado variava de 1.9 a 2.1, chegou a diminuir para 1.6 e hoje verificamos que esse índice é de 0.76, abaixo de um. É um índice que esperamos manter, mas ter uma taxa de transmissibilidade abaixo de um por poucos dias não é o que esperamos, queremos que esse índice se estabilize por pelo menos de 7 a 10 dias”, explicou a subcoordenadora de vigilância epidemiológica.

Brasil

O Brasil tem 54.434 mortes pelo coronavírus confirmadas até as 13h desta quinta-feira (25), aponta um levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. No país inteiro, são registrados 1.207.721 casos confirmados.

Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *