TRANSPARÊNCIA

Taxa de isolamento social do RN é a segunda pior do Brasil

A taxa de isolamento social do Rio Grande do Norte registrada no domingo (23) chegou a 36,91%, a segunda menor do país. O estado potiguar só ficou abaixo de Sergipe. Os dados são do mapa de isolamento social da empresa Inloco. Após a reabertura gradual das atividades econômicas no Estado, a percentual oscila sempre abaixo dos 40%.

A média móvel de óbitos do RN também subiu, alcançando 30%. A média é avaliada em relação à variação da média dos 7 últimos dias em relação à média de duas semanas anteriores. O Estado potiguar é o terceiro com o maior percentual de aumento no índice epidemiológico. No Nordeste, atingiu a primeira colocação.

Com aumento de 45%, o Rio de Janeiro alcançou a primeira posição, seguido do Distrito Federal, com percentual de 35%.

Se o percentual da média móvel for de até 15%, o estado é considerado estável. Se for acima de 15% positivos, está em crescimento. Se for mais de 15% negativos, está em queda.

O Rio Grande do Norte conta com 2.165 óbitos acumulados e 59.393 casos confirmados de infecção por coronavírus. Além disso, outros 24.488 casos são suspeitos. Dos descartados, foram 104.492 casos e 34.186 foram recuperados. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

Taxa de ocupação de leitos é inferior a 50%

A ocupação dos leitos de UTI no Rio Grande do Norte estava em 48,1% na manhã desta segunda-feira (24). A região com maior percentual de uso é a Oeste, com 71%. Já a região do Seridó registrou 54,3% de ocupação dos leitos críticos. Há algumas semanas atrás essa região possuía taxas maiores que 70%. A região metropolitana atingiu a menor taxa de ocupação, com 38,5%.

Até às 10h, haviam 304 leitos críticos (UTI e semi-intensiva) e clínicos disponíveis. No entanto, três pacientes aguardavam aprovação do prestado em fila por UTI. Além disso, três pacientes estão em lista de espera e nove no aguardado da aprovação do prestador por leito clínico.

As informações podem ser consultadas na plataforma de monitoramento de leitos Regula RN.

RN registra taxa de ocupação inferior a 50%
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Allan Almeida
Jornalista potiguar em formação pela UFRN.