TRANSPARÊNCIA

RN recebe mais 179.600 doses de vacinas contra covid-19 esta semana

O Rio Grande do Norte vai receber ao longo desta semana um total de 179.600 doses de vacinas para combate à covid-19 divididas em três cargas. A primeira será às 12h do dia 27 quando chegam 16.800 doses da AstraZeneca, 57.700 da CoronaVac e 1.100 da Janssen; depois, às 16h50 do mesmo dia, chegam mais 69 mil doses da AstraZeneca, e às 6h50 da manhã do dia 28, chegam mais 35.100 doses da Pfizer.

O anúncio foi feito pela governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), em suas redes sociais. As datas e horários, segundo a governadora, foram confirmados pelo Ministério da Saúde. O Rio Grande do Norte tem uma população de três milhões de habitantes (3.534.165) e, desse total, 1.083.590 faz parte público alvo de vacinação para covid-19. Até a manhã desta segunda (26), 546.085 pessoas estavam completamente imunizadas e 1.487.010 receberam, pelo menos, a primeira dose. Até o momento, de acordo com a plataforma de monitoramento RN + Vacina, o estado recebeu 2.464.910 vacinas anti-covid-19.

Até o domingo (25), o RN tinha 357.804 casos e 7.052 mortes resultantes do novo coronavírus. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) ainda investiga outros 164.523 casos e 1.488 óbitos suspeitos de covid-19.

Imagem: reprodução RN + Vacina

Vacinação

Em Natal, pode se vacinar nesta segunda (26): 

  • Pessoas com deficiência permanente sem comorbidades e sem BPC – 18 anos e mais;
  • Pessoas a partir de 18 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Pessoas com deficiência permanente a partir de 18 anos com alguma das comorbidades listadas no Programa Nacional de Operacionalização (PNO);
  • Pessoas com comorbidades na faixa etária de 18 anos e mais;
  • Pessoas com Síndrome de Down com 18 anos e mais;
  • Pessoas com 32 anos ou mais sem comorbidades;
  • Trabalhadores da saúde conforme definição no Plano Nacional de Operacionalização;
  • Trabalhadores da indústria sediadas em Natal com 24 anos e mais (esse público deve procurar o SESI);
  • Trabalhadores da limpeza urbana com 18 anos e mais (esse público deve procurar o Nélio Dias e o Palácio dos Esportes);
  • Trabalhadores do transporte público com capacidade a partir de 30 passageiros com 18 anos e mais (esse público procurar o Via Direta);
  • Motoristas de vans, alternativos, escolares e intermunicipais de médio porte com cadastro na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU);
  • Trabalhadores do transporte ferroviário (esse público deve procurar o Palácio dos Esportes);
  • Trabalhadores da educação infantil, ensino fundamental I, ensino fundamental II, ensino médio, ensino profissionalizante, educação de jovens e adultos – EJA e ensino superior;
  • Taxistas com cadastro na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana STTU (esse público deve procurar o SESI);
  • Motoristas de aplicativo com pelo menos 100 corridas e CNH com descrição de atividade remunerada (esse público deve procurar o SESI);
  • Caminhoneiros (esse público deve procurar o Via Direta);
  • Profissionais bancários e dos Correios (esse público deve procurar o Palácio dos Esportes ou SESI).

Para saber os documentos necessários e a situação das filas nos pontos de vacinação em tempo real, consulte a plataforma: https://vacina.natal.rn.gov.br/ .

Covid-19 no RN

Na manhã desta segunda (26), o Rio Grande do Norte apresentava pelo sistema de regulação de vagas do Laboratório em Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade federal do Rio Grande do Norte (Lais/ UFRN) um total de 196 leitos críticos (semi-intensivos e UTI’s) disponíveis e dois pacientes na fila de espera para internação. Desse total, 125 vagas estão na região metropolitana de Natal, onde também se encontram os pacientes que aguardam pela internação. Os outros 71 leitos estão no interior do estado.

Dos 25 hospitais que possuem leitos destinados a pacientes com covid-19, quatro estão com 100% de ocupação: a Liga Mossoroense de Estudos e Combate Ao Câncer – Hospital da Solidariedade, o Hospital Municipal Manoel Lucas de Miranda (Guamaré), o Hospital Maternidade Divino Amor (Parnamirim) e o Hospital Municipal de Natal. Ao todo, o Rio Grand edo Norte está com uma média de ocupação de seus leitos críticos em torno dos 42%, Chega a 46% na região metropolitana da capital, baixa para 31% na região oeste e sobe para 48% no Seridó.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *