Principal

Governo Fátima fecha semestre com redução de 30% nos homicídios

315 vidas poupadas, esse é o número apresentando pelo Governo do Estado no balanço da segurança pública nos seis primeiros meses da gestão de Fátima Bezerra (PT) no Rio Grande do Norte. O percentual equivale a uma redução de 30%, quando comparado com o mesmo período de 2018.

Os números foram apresentados pela governadora Fátima Bezerra e a equipe de segurança do Estado numa coletiva nesta terça-feira (2), no Centro Administrativo.

A governadora fez questão de dizer que esse resultado, além de estar acima da média nacional, aconteceu sem haver nenhum novo investimento por parte do Estado.

“Tudo isso estamos conseguindo sem ter contratado um policial a mais sequer. Sem ter comprado um carro a mais sequer. E todos sabemos que temos um déficit enorme, seja na polícia militar, seja na polícia civil”, ressaltou a governadora, que lembrou que “não são estatísticas frias. Por trás desses números existem vidas que foram salvas”.

Para a chefe do executivo não há milagre na redução dos números, apesar da falta de investimento. Ela atribuiu as estatísticas à gestão, foco e responsabilidade pelo espírito público. Além disso, Fátima afirmou que as escolhas pela equipe de segurança foram cruciais para o resultado.

Foram registrados 718 ocorrências de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) entre janeiro e junho de 2019. O menor número desde 2015, primeiro ano da gestão Robinson Faria (PSD).

Em 2015 foram 788 CLVI, enquanto em 2016 houve o registro de 954. Em 2017, houve o recorde negativo de 1.286 CVLI e em 2018 foram 1033 registros. Os dados foram apresentados pelo coordenador do setor de estatísticas da Sesed, Ivênio Hermes.

Para Ivênio, dois fatores foram cruciais para a baixa nos índices de violência. A integração das forças policiais e a utilização de dados científicos para mapear o crime e atuar onde há mais casos.

Investimento

O secretário de Segurança Coronel Francisco Araújo afirmou que vai se reunir, nesta quarta-feira (3), com o presidente da República Jair Bolsonaro e o ministro da Segurança Sérgio Moro. No encontro, segundo o secretário, serão entregues equipamentos como veículos, armamentos e munições para as forças policiais do Rio Grande do Norte.

Além do encontro em Brasília, o Coronel Araújo informou que a governadora deve entregar 30 veículos e nove motocicletas para a polícia civil na próxima semana. Os equipamentos fazem parte de um convênio celebrado entre o governo e a união, no valor de R$ 80 milhões.

O governo também espera utilizar R$ 120 milhões em emendas parlamentares dos senadores e deputados que representam o Estado em Brasília na compra de equipamentos para Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Técnico Científico de Perícia (ITEP). Segundo informou o secretário serão adquiridos equipamentos de inteligência, veículos, coletes, armamentos, munições e até mesmo uma aeronave para reforçar o monitoramento aéreo no estado.

A governadora informou que vai enviar a Assembleia Legislativa um Projeto de Lei para instituí um bônus para os agentes de segurança pública que encontrem armas sem registro ou autorização legal.

Reforço e concursos

A governadora Fátima ressaltou que ainda em 2019 pretende contar com mil novos policiais militares aprovados no último concurso público realizado no ano passado. Além dos PMs, a governadora também prometeu contratar cem 100 agentes penitenciários, também aprovados em concurso.

Uma promessa antiga, muitas vezes afirmadas pelo antigo governador Robinson Faria, o concurso da Polícia Civil não acontece no Rio Grande do Norte desde 2008. Fátima Bezerra prometeu esforço para realizá-lo ainda em sua gestão.

Além disso, a governadora também falou que espera fazer mais um concurso para Polícia Militar, até o final do seu mandado. Atualmente, estima-se que há um déficit de 10 mil policiais no Rio Grande do Norte.

Números

O Governo divulgou ainda números de outras ocorrências no Estado. Foram 16 assaltos a banco nos seis primeiros meses de 2019. Uma queda de 44%, comparado ao mesmo período de 2018. Também houve uma redução de 65% no registro de estupros na região metropolitana de Natal, onde 10 casos foram denunciados.

A Polícia Militar prendeu na região Metropolitana 154 pessoas, apreendeu 317 armas e registrou 274 ocorrências de apreensão de drogas. A PM ainda recuperou 207 veículos roubados.

No interior do estado foram 251 prisões e 36 capturas de foragidos do sistema penitenciário. Ao todo, 137 armas foram recolhidas e houve 116 ocorrências de apreensão de drogas, além de 38 veículos apreendidos.

A Polícia Civil realizou 30 operações em todo o estado e a prisão de 828 suspeitos por crimes diversos. A PC ainda apreendeu quatro toneladas de drogas e recuperou 1882 veículos no Rio Grande do Norte.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *