CULTURA

Roda de samba é “ameaçada de morte” no Centro Histórico de Natal

A edição do projeto “Quinta Que Te Quero Samba” que ocorre semanalmente no bairro de Cidade Alta, em Natal, teve a edição desta semana suspensa em razão de uma denúncia por poluição sonora feita por vizinhos. Os membros do projeto foram notificados pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e pretendem procurar a secretaria para resolver o problema. A decisão foi divulgada através de nota na rede social.

Não é a primeira vez que os músicos recebem a notificação por causa da festa, que acontece de graça, reúne centenas de pessoas e tem dado uma contribuição imensa para valorizar o Centro Histórico de Natal. Os artistas aproveitaram o ocorrido para cobrar da prefeitura um posicionamento a respeito, já que o município se propôs a revitalizar o Centro.

O projeto “Quinta que te quero samba” é o maior projeto popular e gratuito da cidade. Entre idas e vindas de grupos diferentes, a roda de samba no bar de Nazaré acontece há mais de 10 anos somente com o apoio do bar e dos frequentadores do evento. O samba começa às 19h30 e encerra sempre por volta das 22h justamente para respeitar as residências na região.

Editorial: Quem quer calar a voz do samba de rua ? 

O grupo também informou que está tentando viabilizar a roda de samba em outro endereço. A nota foi publicada no Instagram do grupo Batuque De Um Povo, que comanda os encontros há três anos:

“Amigos batuqueiros, mais uma vez o movimento de rua “Quinta Que Te Quero Samba” foi notificado pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB) em virtude de uma denúncia de poluição sonora. Desta forma, o Grupo Batuque de um Povo decidiu suspender a Quinta Que Te Quero Samba desta semana, dia 8 de agosto. A organização do projeto vai procurar a SEMURB, para tentar resolver a questão. Ao mesmo tempo, estamos tentando viabilizar a nossa roda de samba em outro espaço. Manteremos vocês informados e pedimos desculpas pela situação ao nosso público, que sempre apoiou a ideia de fazer um samba de qualidade, na rua, para o povo. Nós que fazemos a Quinta Que Te Quero Samba ficamos tristes com ocorrido. Não é a primeira vez. Esperamos que a Prefeitura, que se propõe a revitalizar o centro histórico da nossa cidade, se posicione de maneira a nos ajudar a seguir sambando”, publicou o grupo.

A Agência Saiba Mais tentou tentou entrar em contato com o Secretário de Cultura do município para saber se a secretaria pretende se mobilizar de alguma forma, mas não obteve retorno.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *