TRANSPARÊNCIA

Saiba mais sobre as despesas com diárias da comitiva potiguar no Vaticano

Anúncios

 

A comitiva de autoridades do Rio Grande do Norte que foi ao Vaticano para a canonização dos 30 mártires de Cunhaú e Uruaçu contou com 23 pessoas, entre governador, prefeitos, primeiras-damas, secretários, deputados, senadores e servidores. Deste grupo, 14 tiveram as despesas custeadas com recursos públicos e 9 autoridades pagaram a viagem com recursos do próprio bolso.

Além do Governo do Estado, as prefeituras de Natal, São Gonçalo do Amarante e Canguaretama, municípios aonde ocorreram os massacres, enviaram representantes. O legislativo também marcou presença com deputados e senadores da Assembleia Legislativa do RN, da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

O custo da viagem somente em diárias foi de aproximadamente R$ 113.608,85. Na soma, não estão incluídos os valores das passagens aéreas – de ida e volta – para a Itália.

Somente o Governo do Estado disponibilizou até o momento informações sobre diárias no portal da Transparência. Nos portais das prefeituras de Natal, São Gonçalo, Canguaretama e Câmara dos Deputados, essas informações, que deveriam ser públicas, ainda estão longe dos olhos do cidadão comum.

Anúncios

A agência Saiba Mais obteve os dados não disponíveis nos portais da Transparência por meio das assessorias de comunicação dos órgãos e de alguns parlamentares. O deputado Rafael Motta (PSB) foi o único que se recusou a fornecer as informações, solicitando que a reportagem encaminhasse os pedidos via Lei de Acesso à Informação, cujo prazo para a resposta é de até 20 dias, podendo ser prorrogado por mais 10.

Saiba Mais quem são os beneficiários, o tempo de estadia e o valor das diárias dos representantes do Rio Grande do Norte na missão ao Vaticano para a celebração da canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu.

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"