DEMOCRACIA

Secretário-executivo do Consórcio Nordeste confirma que vem ao RN depor na CPI e avisa: “os estados são os maiores interessados na apuração dessa fraude”

O secretário-executivo do Consórcio Nordeste Carlos Eduardo Gabas foi intimado nesta quarta-feira (25) a depor na CPI da Covid instalada pela Assembleia Legislativa para investigar contratos firmados pelo Governo do Rio Grande do Norte durante a pandemia. A intimação ocorreu no final da manhã durante a reunião do Fórum dos Governadores do Nordeste, realizada no Centro de Convenções de Natal.

O depoimento de Gabas está marcado para o dia 6 de outubro e terá como foco a compra de 300 ventiladores clínicos de UTI por cerca de R$ 48 milhões, pagos de forma adiantada, mas que nunca foram entregues pela empresa contratada. O Governo do RN repassou quase R$ 5 milhões para o Consórcio, que centralizou a compra. Um parecer do Tribunal de Contas do Estado já afastou possibilidade de dolo por parte do governo estadual. O caso está sob sigilo no Superior Tribunal de Justiça.

Em entrevista à agência Saiba Mais, o secretário-executivo do Consórcio disse que está tranquilo e que faz questão de vir ao Estado potiguar para prestar esclarecimentos sobre a fraude e apresentar provas. Gabas destacou ainda que os 9 estados nordestinos, através do Consórcio, são os maiores interessados na apuração e punição dos responsáveis pelo crime.

Confira a entrevista:

Agência Saiba Mais: O senhor foi intimado a depor na CPI da Covid no Rio Grande do Norte. Está confirmada sua presença ? Como avalia os ataques da oposição ao Consórcio Nordeste em razão da compra dos respiradores que nunca foram entregues ?

Carlos Eduardo Gabas: É obvio que eu virei depor. A CPI deliberou pela minha convocação e eu vou atender, virei aqui e vou prestar todos os esclarecimentos. O Consórcio Nordeste, os 9 estados do Nordeste, são os maiores interessados que esse crime, essa fraude com o dinheiro do povo, seja apurado. Quando houve a compra e que nós percebemos que poderia ter um risco de calote na entrega eu fui à polícia, por determinação do presidente do Consórcio, que na época era o governador (da Bahia) Rui Costa. Fui à secretaria de Segurança Pública, fiz a queixa-crime. E foi esse relato que fiz dos fatos, citando como foi o processo, que deu origem a uma operação que prendeu três empresários responsáveis pela fraude contra o Consórcio Nordeste.

Se foi o próprio Consórcio quem denunciou a fraude o que há por trás desses ataques aos governadores ?

Temos muita tranquilidade em relatar esses fatos e explicar perante à CPI quais foram as medidas tomadas pelo consórcio Nordeste. Não temos nada a esconder, inclusive todos os atos estão na página do Consórcio Nordeste. É de domínio publico. Há uma tentativa de desviar o foco das verdadeiras apurações de desvios, da verdadeira falta de responsabilidade, de cuidado, de atenção do Governo Federal durante a pandemia. Isso aconteceu na CPI do Senado também. Acabei não sendo convocado, mas se fosse (convocado) eu prestaria os esclarecimentos. Essa é uma tentativa de desviar o foco das investigações… é o que eles fazem, colocam nas redes bolsonaristas que o Consórcio é um local de corrupção e isso não é verdade. O Consórcio tem feito de dezenas de ações em prol do Nordeste, dos governadores, ações que resultaram, por exemplo, num índice menor de contaminações e de mortes no Nordeste. Então, o Consórcio cumpre seu papel e cada dia mais tem se relacionado com a sociedade no Nordeste. E vai continuar cumprindo esse papel. Temos absoluta certeza que esse processo que corre na Justiça terá um final, os responsáveis serão punidos e o dinheiro voltará para os cofres públicos.

Há acusações de que na delação premiada de uma das empresárias envolvidas na fraude houve pagamento de propina para pessoas ligadas ao Governo da Bahia. O senhor teve acesso ao depoimento ?

Não tive acesso, o processo corre na justiça federal. Mas eu confio na Justiça. A verdade vai aparecer e os responsáveis serão punidos A empresária que deu o calote já provou qual era o intuito dela: nas gravações ficou claro que (o objetivo dela) era tomar o dinheiro do Estado. Se ela fez a delação e entregou alguma prova, ótimo. Agora se ela fez só delação de boca… eu não confio em bandido. Para mim bandido não tem que ter nenhuma credibilidade. Então a polícia vai provar mediante as provas encontradas. Eu confio na Justiça, no Ministério Público, na Polícia Federal e os responsáveis serão punidos.

“O Consórcio não nasceu pra fazer oposição a ninguém. Ele nasceu para implementar políticas públicas de interesse do povo”.

Carlos Eduardo Gabas, secretário-executivo do Consórcio Nordeste

A primeira compra feita em conjunto pelos 9 governadores do Nordeste através do Consórcio ainda em 2019 gerou uma economia para a região. Por quê essa tentativa de criminalização da entidade?

A primeira compra que fizemos resultou numa economia de R$ 50 milhões em 10 itens de medicamentos comprados pelos 9 estados. E o Consórcio segue fazendo ações que beneficiam os 9 estados, a população Nordeste, trazendo investimentos, conseguindo arranjo de cooperação com entes públicos e privados nacionais e internacionais. Nós não temos nenhum receio de fazer esse depoimento, que será feito. Tudo será respondido. Fica só uma preocupação com a tentativa de distorção dos fatos. Eles fazem muito isso nas redes soltando fake news. Mas nós vamos falar só a verdade, como o fato aconteceu e apresentar as provas.

Acredita que essa tentativa de criminalização do Consórcio tem relação com o recado que a região Nordeste deu nas eleições de 2018, rejeitando o projeto de Bolsonaro ?

O Consórcio não nasceu pra fazer oposição a ninguém. Ele nasceu para implementar políticas públicas de interesse do povo. O que irrita o Governo Federal é que o Consórcio faz o que o Governo Federal não faz. Todas as políticas que o Governo Federal extinguiu ou modificou para pior para desproteger a sociedade, o Nordeste tem feito ao contrário. Hoje é um exemplo, lançamos um programa chamado Nordeste Acolhe que é pra acolher os órfãos da Covid, não só com ajuda financeira, mas com outras ajudas também na área da saúde, na área da saúde mental… O que o Governo Federal fez em relação a isso ? Absolutamente nada. O presidente da República fica o tempo todo zombando das pessoas que adoecem e morrem pela Covid. E quem está acolhendo são os governadores e a governadora do Nordeste. Essa é a prova que irrita eles. Porque eles querem desacreditar o consórcio Nordeste.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"