DEMOCRACIA

Senador caicoense se arrepende de votar a favor do reajuste do Judiciário e pede veto a Temer

O senador de Mato Grosso José Medeiros votou semana passada a favor do reajuste do Judiciário que deve custar entre R$ 4,5 bilhões e R$ 6 bilhões a mais aos cofres públicos, mas agora se diz arrependido e pediu, pelas redes sociais, que o presidente Michel Temer vete a proposta.

Medeiros é natural de Caicó (RN), mas se mudou com a família ainda nos anos 1970 para Mato Grosso. Ele foi ao twitter na manhã desta segunda-feira (12) pedir o veto da proposta a Temer.

– Peço ao presidente Temer que vete o plc 027, votei acreditando que estava ajudando primeiro financeiramente o Brasil pela queda do auxílio moradia que não incide IRPF e INSS. Segundo politicamente o futuro governo pois evitaria discussão desse tema q fatalmente vira.

Uma internauta e seguidora de José Medeiros não deixou por menos o arrependimento do parlamentar:

– O Sr. é muito antigo no congresso pra ser enganado assim.

José Medeiros teve o mandato de senador cassado em julho deste ano por fraudar a ata de registro dos suplentes na chapa encabeçada por Pedro Taques, na época PDT, e hoje governador de Mato Grosso pelo PSDB.

O parlamentar de Mato Grosso já havia ganhado destaque na mídia em 2017 ao tentar cassar, na comissão de ética do Senado, os mandatos da senadoras Fátima Bezerra (PT/RN), Gleisi Hoffmann (PT/PR), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM),) e Regina Sousa (PT-PI) no episódio em que as parlamentares ocuparam a mesa da Casa para impedir a votação da reforma trabalhista que alterou mais de 100 artigos da CLT e retirou direitos conquistados pelos trabalhadores desde o governo de Getúlio Vargas.

Medeiros foi eleito deputado federal em outubro.

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *