CULTURA

Sérgio Caetano: O autor negro que escreve histórias reais de pessoas anônimas

Elas estão nas ruas, calçadas, esquinas e marquises. Passam despercebidas pelos olhares, quase sempre apressados, da maioria. Mas, foram justamente as histórias dessas pessoas anônimas que chamaram a atenção de Sérgio Caetano, escritor que lançou na última sexta (11) o livro Histórias de pretos, pobres e pessoas em situação de rua.

São histórias reais de pessoas que historicamente estavam atreladas a um conceito de subalternidade e que em algum momento retomam a sua ancestralidade e são protagonistas das próprias vidas. Isso faz com que muitos deles quebrem a cadeia de vulnerabilidade financeira e instrucional”, conta Sérgio Caetano, que além de escritor, também é poeta, cineasta e publicitário.

A narrativa traz como linha condutora o fato de que apesar dos personagens terem vivido a maior parte do tempo com o mínimo possível para se manter, eles deram um novo sentido às suas trajetórias em algum momento da vida. Uma das histórias presentes no livro é a de Márcia, uma moradora de rua que o escritor conheceu depois de assistir ao documentário Alma das Ruas e que ele soube ter falecido ao entregar um exemplar do livro para uma amiga em comum.

“Ela é uma mulher negra em situação de rua que sofre as mais diversas violências, físicas, sexuais e psicológicas. Eu tinha esperança de um dia encontrar a Márcia pela cidade e além de poder entregar um exemplar a ela, trocar uma ideia, conversar, ver se de alguma forma eu poderia minimizar a dor dela de algum jeito, enfim…”, lamenta Caetano.

O livro Histórias de pretos, pobres e pessoas em situação de rua foi editado pela Caravela Selo Cultural e fomentado pelo Edital Sebrae Economia Criativa 2020. A obra reúne a história de vida de dez pessoas negras, sendo três delas potiguares.

Esse é o segundo livro de Sérgio Caetano baseada em histórias reais, a primeira: A maioria das cores – lamentos e empoderamentos, tem 44 poemas que falam sobre o dia a dia do negro na sociedade. Aliás, a presença de autores negros na literatura parece ser uma exceção que vem ganhando ascensão.

“A editora Femininos Plurais, da Djamila Ribeiro, está lançando vários autores negros e tem outras editoras de Minas Gerais, como a Mazza, especializada em lançar autores negros. Enfim, continuamos sendo exceção, mas o caminho é da ascensão agora. Os caminhos estão abertos.”, avalia Caetano.

Sérgio Caetano é baiano, mas já mora em Natal há 15 anos. Por isso, o Histórias de pretos, pobres e pessoas em situação de rua pode ser encontrado tanto em Natal, como em Salvador. Além de escritor, ele também atua como redator publicitário e roteirista, chegando a produzir um filme e dirigir outros três.

Sérgio Caetano, autor do livro Histórias de pretos, pobres e pessoas em situação de rua I imagem: reprodução redes sociais

Serviço

Livro: Histórias de pretos, pobres e pessoas em situação de rua

Onde encontrar:

Cooperativa Cultural;
O Mago dos Metais;
Direto com o escritor pelo número 9 9801-4449 ou pelas redes sociais de Sérgio Caetano.

 

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo