CIDADANIA

Sesap planeja realização de 10 mil cirurgias eletivas em 12 meses para reduzir fila de espera de 13 mil pessoas

Com cerca de 13 mil pessoas na fila de espera para cirurgias eletivas, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) planeja a realização de dez mil cirurgias desse tipo num período de 12 meses em todo o Rio Grande do Norte, através do “Programa Estadual de Cirurgias Eletivas no RN”. O reforço vai para as Cirurgias Gerais Adulto e Pediátrica, Ginecologia, Vascular, Ortopedia, Fissurados e procedimentos em pacientes  com necessidades especiais.

As cirurgias eletivas foram suspensas em 2020 e no início deste ano por causa do aumento dos casos do novo coronavírus, que resultou na necessidade de conversão de leitos de UTI para tratamento de pacientes internados com covid-19. Os procedimentos foram retomados em 7 de julho de 2021, conforme a Portaria nº 1797, e serão realizados em vários hospitais das oito regiões de saúde do estado.

Leitos convertidos 

Entre julho e meados de agosto, 65 leitos de UTI voltados para pacientes com covid-19 de Natal, Mossoró, Macaíba e Caicó, foram revertidos em UTI de atendimento geral no estado.  O processo de reversão dos leitos foi iniciado com o Hospital João Machado, em Natal. Também na capital, o Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia) teve dez leitos revertidos, mesmo quantitativo do hospital Telecila Freitas Fontes, em Caicó.

Em Macaíba, o Hospital Regional Alfredo Mesquita, passou a ser referência para urgências e emergências, com 10 leitos de UTI Geral revertidos em agosto. Já em Mossoró, o Hospital Tarcísio Maia passou de nove para trinta leitos de UTI Geral, um acréscimo de 21 leitos que antes eram exclusivos para pacientes com covid, sendo 15 leitos novos de UTI geral. Além destes, outros cinco leitos semi-intensivos também passaram a receber pacientes em geral. No caso do Hospital Rafael Fernandes, 10 leitos clínicos Covid foram transformados em leitos para doenças infectocontagiosas.

Fonte: Sesap/ RN
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo