TRANSPARÊNCIA

Sesap rebate mentiras do prefeito de Natal, Álvaro Dias

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), insiste em fazer da pandemia um palanque de disputa entre ele e a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). Na manhã desta terça-feira (9), em entrevista na TV aberta, riu ao dizer que o Governo do RN não enviou equipamentos para implantação de novas UTIs no Hospital de Campanha.

Horas depois, a subsecretária de planejamento e gestão da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Maura Sobreira, apresentou os documentos que comprovam o envio recente de 23 ventiladores, 15 monitores, 22 bombas de infusão, além de acessórios.

“Cabe ressaltar que além de equipamentos, estamos dando suporte em medicamentos . No final de semana, eu pessoalmente fui acionada pelo dirigente do Hospital de Campanha de Natal diante da falta de anestésicos e no próprio domingo enviamos. Tem sido uma rotina e temos tudo isso documentado. Destacamos que a nossa centralidade é a defesa da vida”, disse a gestora para salientar que é importante a unidade entre os governos do Estado e do Município.

Maura Sobreira lembrou que 647 leitos covid-19 em funcionamento, desses 309 são críticos e apenas uma pequena parcela é da Prefeitura de Natal. “Temos na região Metropolitana 146 leitos de UTI covid e apenas 35 são do Município de Natal”.

De acordo com a representante da Sesap, o Governo tem investido na rede própria e citou o Hospital João Machado, que tem 50 leitos para tratamento de covid, 35 deles leitos críticos. Ela também anunciou que outros 50 serão instalados lá, 40 UTIs e 10 clínicos.

Álvaro Dias havia colocado em dúvida o atendimento nessa unidade de saúde: “pelo que eu sei está fechado ou não estão funcionando”, informação facilmente conferida pelo portal Regula RN, que monitora a ocupação desses leitos em tempo real, dando transparência à gestão da pandemia no estado.

Maura também destacou que 44 pacientes foram transferidos da região Metropolitana para o interior do Rio Grande do Norte, inclusive com auxílio de transporte aéreo.
A expansão prevista para os próximos dias é de 110 leitos de UTI.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais