DEMOCRACIA

‘Sigilo da fonte é um direito democrático’, diz Rodrigo Maia em apoio a Glenn Greenwald

Contrariando os recentes ataques de Jair Bolsonaro (PSL), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) defendeu nesta terça-feira (30) o jornalista Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil, em um vídeo publicado nas redes sociais.

Maia fez a distinção entre a publicação das informações obtidas pelo site e a invasão de celulares e aplicativos:

“No nosso estado democrático de direito, o sigilo da fonte é um direito constitucional. Temos que discutir, de fato, [se] um hacker que pegou de forma ilegal, ilícita, criminosa, dados de terceiros, [ele] precisa investigado, descoberto; e aí sim, punido”, explicou o deputado.

Ele continua, dizendo que “um agente público que vaza informações sigilosas que estão sob o seu comando também comete um crime”, em referência aos diálogos revelados da força-tarefa que integrava a Operação Lava-jato.

“O sigilo da fonte é um direito democrático. Não é a favor do Glenn, mas é a favor da nossa liberdade de expressão”, finalizou o presidente da Câmara dos Deputados.

O material foi divulgado em ato em solidariedade a Greenwald e ao The Intercept BR, realizado pela Associação Brasileira de Imprensa na terça (30).

Várias outras personalidades também gravaram vídeos de apoio a Greenwald, que foram exibidos no ato.

Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *