DEMOCRACIA

Sindicato dos Jornalistas repudia tentativa de censura à agência Saiba Mais e ao reitor eleito do IFRN por interventor nomeado pelo MEC

O Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Norte divulgou nesta terça-feira (28) uma nota em que repudia “qualquer ato, seja ele direto ou indiretamente, de censurar a liberdade de expressão, imprensa ou qualquer manifestação democrática lícita de informar a população sobre assuntos diversos à sociedade”.

A manifestação é uma resposta à tentativa de censura à agência Saiba Mais e ao reitor eleito do IFRN José Arnóbio de Araújo Filho pelo interventor nomeado pelo MEC Josué de Oliveira Moreira, que acionou a Justiça para retirar do ar uma matéria crítica a ele.

A Justiça negou liminar que pedia a retirada da matéria. Segundo a juíza da Comarca de Natal Ana Christina de Araújo Lucena Maia, o texto não contém “ameaça ou incitação a agressão física”. A magistrada também afirmou que a liberdade de expressão deve prevalecer..

Leia a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte repudia qualquer ato, seja ele direto ou indiretamente, de censurar a liberdade de expressão, imprensa ou qualquer manifestação democrática lícita de informar a população sobre assuntos diversos à sociedade.

Manifesta solidariedade ao editor da agência Saiba Mais, Rafael Duarte, pela tentativa de censura que está sendo imposta pelo interventor do IFRN José de Oliveira Moreira, que por sinal já mostra as reais intenções frente ao Instituto, pouco diálogo e tentativa de obstrução de qualquer tipo de comunicação democrática e social. No subterfúgio de qualquer processo de censura há o medo de que a população saiba a verdade e as reais intenções daquele que quer censurar a informação.

Em reiteradas decisões, os Tribunais Superiores já consolidam a defesa da Liberdade de Expressão e Imprensa como forma importante para uma democracia sólida. A Justiça Potiguar não irá acatar tamanho ataque de alguém que, alheio ao processo democrático de escolha, foi indicado como gestor biônico, figura popular na Ditadura Militar. Ou será que estamos voltando a ela ?

Iremos acompanhar de perto todo o processo e lutarmos sempre pela liberdade de expressão e imprensa. Nos solidarizamos, também, com o reitor eleito, José Arnóbio de Araújo Filho, para que a vontade dos alunos, professores e funcionários do Instituto Federal do Rio Grande do Norte seja respeitada.

SINDJORN

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *