CULTURA

Sindicato financia apresentação de artistas pela internet durante isolamento social no RN

Se o trabalhador financia o Sindicato para fortalecer a categoria, por quê o Sindicato não pode financiar os trabalhadores na hora em que mais precisam de apoio ? É com esse olhar que o Adurn-Sindicato lança nesta quarta-feira (1) o projeto Arte Potiguar em Casa, uma iniciativa inédita no Rio Grande do Norte que vai financiar apresentações de artistas pela internet durante o período de isolamento social provocado pela pandemia do Coronavírus.

A ideia é convidar artistas das áreas de música, poesia, dança e performance para se apresentar às segundas e quartas-feiras, sempre às 10h, através do Facebook do Adurn-Sindicato. Cada artista receberá um cachê de R$ 400 para apresentações de 1 hora.

A estreia do Arte Potiguar em Casa será com o cantor e compositor Pedro Mendes, uma das referências do Rio Grande do Norte com mais de 60 composições gravadas e cantadas por artistas de fora, como Renato Braz, e também do Rio Grande do Norte, a exemplo de Valéria Oliveira, Sueldo Soares, Cida Lobo, entre outros. Pedrinho, como é carinhosamente chamado pelos amigos, já dividiu o palco com João Bosco, Flávio Venturini, Luiz Melodia e, em 1995, foi eleito o artista mais popular do Estado em pesquisa feita pelo jornal Diário de Natal.

Em 2012, Pedro criou a melodia para a letra For a Hungry Man, canção de Gilberto Gil que havia se perdido com o tempo e aparece classificada no Song book do compositor baiano como ‘perdida’. Alguns meses depois, um amigo conseguiu mostrar o resultado ao próprio Gil, que autorizou a gravação.

Visibilidade e valorização

Além de valorizar e dar visibilidade aos artistas num momento em que contratos vêm sendo cancelados e espaços estão sendo fechados, o projeto também busca incentivar as pessoas a se manterem dentro de casa, em isolamento social, de forma mais leve, divertida e cultural.

O Arte Potiguar Em Casa abre canais online de comunicação para promover o encontro da sociedade com atrações culturais variadas. O público, de casa, poderá assistir às apresentações e interagir com os artistas.

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *