TRANSPARÊNCIA

Sistema de monitoramento vai acompanhar distribuição e controle da vacina nos 167 municípios do RN

Garantir equidade, controle social e transparência. Esse é o objetivo do RN + Vacina, um programa apresentado na quinta-feira, 14, pelo Governo do Rio Grande do Norte a representantes dos Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho e da Defensoria Pública Estadual, que vai monitorar o processo de distribuição e controle da vacinação em todos os 167 municípios do Estado.

“Criamos um sistema pioneiro e inovador em nível nacional. Um sistema que traz transparência e seriedade no acompanhamento de todo o percurso da vacina – da chegada ao estado até a aplicação junto ao cidadão nos municípios. E queremos o apoio dos Ministérios Públicos, que consideramos fundamental para o sucesso da iniciativa”, afirmou a governadora”, afirmou a governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT).

O sistema, uma parceria do governo estadual com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), deverá ser lançado à sociedade ainda nesta sexta-feira, 15.

O coordenador do LAIS, Ricardo Valentim, explica que a aplicação da vacina será realizada pelo município, mas que existe uma operação logística de responsabilidade do governo estadual. E o sistema “é uma estratégia que vai permitir que o Estado organize junto aos municípios a distribuição e controle da aplicação das vacinas, desde a central de distribuição do Estado até a central de distribuição do município, e da sala de vacinação até o braço do paciente”, explica.

Governadora Fátima Bezerra (PT) apresentou sistema desenvolvido em parceria com LAIS/UFRN / Foto: Elisa Elsie

A expectativa é de que se consiga ter um controle completo e consiga monitorar a distribuição e aplicação dessas vacinas em tempo real em todos os municípios. Isso, segundo o pesquisador do LAIS, Fernando Lucas de Oliveira, proporciona uma melhor atuação de quem está nas salas de vacina e da gestão da saúde pública.

“O gestor público poderá acompanhar o índice de vacinação em cada sala e corrigir possíveis dificuldades”, afirmou, acrescentando que outra vantagem será identificar quantas doses estão nas centrais e nas salas de vacinação, quantas foram aplicadas, quantas perdidas e corrigir alguma distorção, afirma Oliveira.

O programa vai disponibilizar o acesso a informações sobre vacinas e um cartão virtual de vacinação que podem ser acessados pela sociedade via celular. Para isso, é preciso que o cidadão faça um auto cadastro no sistema que será disponibilizado a partir da próxima segunda-feira, dia 18.

Para Ricardo Valentim, o sistema é um legado que ficará após a pandemia no controle de outras imunizações em todo o estado.

Órgãos de fiscalização vêem RN à frente de outros Estados

Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho acompanharam a apresentação e comemoraram sistema / Foto: Elisa Elsie

A iniciativa do governo foi aprovada pelos representantes dos Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho presentes à apresentação. A promotora de Justiça Eliane Cardoso reconheceu a importância das iniciativas da administração estadual e disse que o MPE se coloca em apoio às medidas do Governo do Estado.

O defensor público estadual, Marcos Alves, disse que “o RN + Vacina dará segurança, transparência e credibilidade ao estado”. E, assim como defende a governadora Fátima Bezerra, ele destacou a importância de incluir a categoria dos educadores nos grupos prioritários.

“O RN parte na frente com este programa de monitoramento e terá o apoio do MPF para adoção de quaisquer providências em defesa da coletividade”, acrescentou o procurador Fernando Rocha (MPF).

Em consonância, o procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT), Xisto Tiago, externou que o órgão continuará apoiando e colaborando para o êxito das iniciativas do governo estadual em defesa da população. Também integrante do MPT, a procuradora Ileana Neiva frisou que há uma preocupação especial com a imunização dos trabalhadores no Brasil.

Também integrante do grupo de trabalho do MPT que visa o acompanhamento do enfrentamento à pandemia no plano nacional, Ileana destacou que vê “com satisfação o avanço do RN em relação a outros Estados no combate à Covid-19″.

 

 

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *