Principal

STF nega transferência e Lula permanece em Curitiba  

O Supremo Tribunal Federal suspendeu nesta quarta-feira (7) a decisão da juíza federal Carolina Lebbos de transferir o ex-presidente Lula para um presídio de São Paulo. Dessa forma, o líder petista permanece preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba.

Após a decisão da juíza paranaense, a defesa de Lula protocolou uma liminar no STF pedindo para suspender a transferência até o julgamento do habeas corpus em que o ex-presidente pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro no julgamento do processo do tríplex do Guarujá.

A decisão de Carolina Lebbos foi cassada por 10 votos a 1. Apenas o ministro Marco Aurélio de Melo defendeu que a análise daquele pleito deveria ser feita pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, órgão que condenou o ex-presidente em segunda instância.

Carolina Lebbos também havia negado a Lula o direito de ficar, mesmo em São Paulo, numa sala do Estado maior em razão de se tratar de um ex-presidente da República.

No início da tarde, após autorização da juíza paranaense, o coordenador e corregedor dos presídios de São Paulo juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci havia determinado a transferência de Lula para o presídio de Tremembé, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo.

Lula, no entanto, permanecerá em Curitiba pelo menos até o julgamento do habeas corpus que pede a suspeição de Sérgio Moro no julgamento do processo do tríplex.

 

 

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *