DEMOCRACIA

Teste de popularidade: nome de Álvaro Dias volta a ser ventilado para ser oposição a Fátima nas eleições deste ano

O nome do prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), voltou a ser ventilado como o adversário da governadora Fátima Bezerra nas eleições deste ano. Em entrevista ao jornal Tribuna do Norte neste domingo, 9, Álvaro afirmou que tem sido procurado por políticos para ser o candidato da oposição e não descartou a possibilidade da disputa. Entre idas e vindas, o prefeito tem hesitado na decisão: ora declara que vai permanecer no cargo atual até o fim do mandato; ora se coloca mais próximo da candidatura.

Nesta terça-feira, 11, três políticos da oposição à Fátima declararam concordar com o nome de Álvaro Dias para o governo do Estado: o ex-senador José Agripino (DEM), o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) e o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB). Sem encontrar até o momento uma alternativa forte para enfrentar as eleições deste ano, o nome de Álvaro volta como um teste de popularidade.

Para as eleições deste ano, Álvaro Dias se tornou um dos principais nomes para ser adversário de Fátima desde o primeiro ano do governo petista. Em 2019, Fátima alterou o modelo do programa de estímulo industrial existente no Estado, que gerou perdas de impostos para os municípios. Álvaro foi o principal opositor à ideia, chegando a judicializar o caso.

Entretanto, o embate se agravou na pandemia de coronavírus. Com medidas de distanciamento social impostas pelos decretos estaduais no primeiro pico de covid-19, a prefeitura de Natal passou a editar decretos municipais mais brandos. Enquanto o governo tentava manter os serviços fechados, a prefeitura trabalhava para reabrir ainda dentro de um cenário em que as Unidades de Terapia Intensiva estavam lotadas.

Além disso, Álvaro, que também é médico, passou a adotar uma postura mais próxima ao do governo Jair Bolsonaro. O município de Natal passou a distribuir o ‘kit-covid’ nos postos e a fazer propaganda de remédios comprovadamente ineficazes para a doença.

A postura elevou a popularidade de Álvaro entre a direita e os favoráveis à reabertura dos serviços antes da vacinação em massa. Em pesquisas realizadas em 2020, Álvaro aparecia com um índice de rejeição menor do que o de Fátima Bezerra, o que reforçava seu nome como candidato para as eleições deste ano.

Após a eleição municipal de 2020, Fátima conseguiu se fortalecer e o nome de Álvaro Dias passou a ser menos ventilado. As últimas pesquisas eleitorais mostram Fátima liderando com folga todos os cenários na disputa de 2022, inclusive com pesquisas com o nome de Álvaro. No cenário sem ele, a governadora também apareceu como líder – o que dificultou a busca da oposição por um nome forte o suficiente para vencê-la.

Caso decida ir para as eleições, Álvaro Dias precisa renunciar o mandato de prefeito de Natal, que ocupa desde 2018. Se perder a disputa, ele fica sem mandato nenhum. Daí o risco de ir para as eleições sem um cenário favorável, como é o atual.

Álvaro adotou uma postura mais cautelosa depois do resultado das pesquisas em 2021. No último dia 13 de dezembro, ele afirmou que se manteria no cargo de prefeito até o final do mandato em 2026. “Eu nunca admiti candidatura ao governo estadual. Eu vou concluir o meu mandato na íntegra. Não pretendo, não penso, não desejo e não vou renunciar o mandato de prefeito de Natal”, disse.

Entretanto, com a declaração deste domingo, o prefeito volta ao jogo político das eleições. A candidatura, no entanto, passa pela coalizão de forças que podem se firmar. Em 2018, por exemplo, o presidente do PSDB do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira, foi aliado de Fátima na disputa para o governo. Se a aliança se repetir e Álvaro se manter no PSDB, como tem afirmado, as chances dele ser o nome da oposição são ainda menores.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo