CIDADANIA

Tibau registra desabamento em falésia conhecida como Pedra do Chapéu

Chuvas no litoral Costa Branca potiguar causaram desmoronamento de parte de falésia Pedra do Chapéu, no município de Tibau. O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema entregou uma notificação, nesta segunda-feira (29), à Prefeitura Municipal, sobre o risco de acidentes.

O documento propõe que a Prefeitura promova ações como, isolar a área; instalar placas de sinalização, advertindo sobre os riscos de deslizamento; fiscais municipais, alertando do perigo; campanha educativa com pescadores e frequentadores da área; interditar a passagem de veículos próximo a falésia; e a divulgação com mensagens de alerta nas redes sociais para que os turistas evitem passar próximo ao local de risco.

A equipe de fiscalização do Idema realizou no domingo (28) vistoria no município de Tibau. Durante a inspeção no trecho conhecido como Pedra do Chapéu foi averiguado que a área afetada vem sofrendo um grande processo erosivo, intensificados por ação antrópica (realizada pelo homem) e da natureza.

Em novembro de 2020, uma família morreu após parte de uma falésia desabar na praia de Pipa, no município de Tibau do Sul. A Prefeitura chegou a decretar situação de emergência por 90 dias. Um estudo preliminar apontou 23 edificações em área de risco. Dez foram interditadas.

Saiba Mais: Tragédia em praia do RN alerta para alto risco em falésias do Nordeste

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo