+ Notícias

UFRN e Instituições Federais se reúnem quinta (3) para decidir sobre determinação do MEC de retorno às aulas presenciais

Fachada UFRN

O Ministério da Educação (Mec) quer que as instituições federais de ensino superior retomem as aulas presenciais a partir do dia 4 de janeiro de 2021 em todo o país. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta (2). A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) soube hoje da decisão do Mec e afirmou que as 69 Instituições Federais de Ensino Superior vão se reunir nesta quinta-feira (3), por meio do Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), para discutir o assunto e tomar decisões de forma conjunta.

A UFRN tomou conhecimento da portaria através da publicação no Diário Oficial da União. O Mec também determina a adoção de recursos educacionais digitais, tecnologias da informação e comunicação de forma complementar, mas apenas em caráter excepcional, para completar a carga horária das atividades pedagógicas.

O anúncio foi feito, justamente, no momento em que alguns estados apresentam aumento nos casos de contaminação por covid-19, inclusive, com endurecimento de algumas medidas para evitar a transmissão da doença. Segundo a Fiocruz, o sistema de saúde no Rio de Janeiro está à beira do colapso com uma média de 27 mil óbitos extras do que havia sido registrado no mesmo período do ano passado. Em São Paulo, o Governo voltou atrás e colocou seis regiões que estavam na fase verde, de volta à fase amarela de flexibilização, o que implica em limitar o horário de funcionamento de comércio e serviços. O estado de São Paulo tem 42.095 mortes e 1,24 milhões de casos confirmados de covid-19.

Aqui, no Rio Grande do Norte, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) voltou a registrar ocupação de 60% dos leitos críticos (intensivos e semi-intensivos) para covid-19 nesta última terça (1). Até a segunda (30), o RN tinha 95.660 casos confirmados e 2.695 óbitos por covid-19. Há ainda 40.636 casos suspeitos e 395 mortes sob investigação. O estado ainda contabiliza 65.933 casos de Síndrome Gripal Não Especificada, que são casos suspeitos, mas não confirmados, porque não foi possível realizar diagnóstico laboratorial.

Entre os cursos de graduação e pós-graduação, a UFRN tem mais de 40 mil alunos e cerca de 5.500 servidores, entre técnicos administrativos e professores. Desde março, a Universidade Federal suspendeu as aulas presenciais por causa dos riscos de transmissão da covid-19. Além da determinação de volta às aulas presenciais a partir de 4 de janeiro de 2021, o Mec também publicou um protocolo de biossegurança que deve ser seguido pelas instituições federais de ensino superior.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *