OPINIÃO

Uma tarde de reunião em um certo (des)governo em um país tropical…

Anúncios

– Boa tarde, senhores! Todos aqui para a reunião?

– Todos. Menos o senhor X e o professor W.

– Onde eles estão?

– O primeiro está na Amazônia pensando meios de aumentar a queimada na floresta. O segundo está no setor de Planejamento de Memes.

– Sem problema, vamos começar a reunião.

– Senhor, não está esquecendo nada?

– Tem razão. Tragam café e água!

– Não, senhor. A oração…

– Ah, sim, sim, vamos orar para que Deus abençoe nossa pátria e nosso mito…

– … e Brasil acima de tudo, Deus acima de todos. Amém!

– Amém! Comecemos a reunião que eu tenho aula de tiro daqui a pouco. Bem, quais as ideias para as maldades dos próximos dias?

– Tenho uma, chefe!

– Qual?

– Taxar impostos sobre os desempregados!

– A equipe do Posto Ipiranga já fez isso, você está desinformado. Já agimos contra os desempregados, os pobres, os idosos. Temos que ser criativos.

– Chefe, que tal proibirmos meninos e meninas de se falaram nas escolas?

– Ótima ideia, mas esse é o departamento da ministra, não podemos ocupar o espaço de fala dela.

– Chefe, “espaço de fala” é coisa da Esquerdalha…

– Está me confundindo, rapaz? Eu quis dizer que se a ministra não tiver essas coisas para falar ela vai fazer o quê, oras? Mais ideias, por favor.

– Vamos censurar peças já teatro!

– Dããã, já estamos fazendo isso.

– Que tal algo parecido com aquela excelente ideia da gente de tirar os cartazes do filmes brasileiros da Ancine?

– Poderíamos proibir os filmes brasileiros?

– Calma, essa ideia já está em processo em outro departamento.

– Poderíamos queimar os teatros…

– Não. Teatros é do departamento da Universal e da Bancada Evangélica, eles querem comprá-los para transformá-los em tempos. Nada de queimá-los.

– Onde está o Senhor R ? Ele foi o responsável pela ideia de acusar Leonardo DiCaprio pelas queimadas na Amazônia.

– Está justamente com o ministro no planejamento para exterminar os, urgh, índios.

– Que tal fazer uso político do futebol! Ah, desculpe, lembrei que o mito faz isso há muito tempo.

– Poderíamos ofender a esposa de outro líder mundial. Como fizemos com a baranga do Macron…

– Não, não, o mito mandou parar com isso. Nada mais de ofender as barangas dos outros presidentes.

– Vamos dizer que Lula…

– Vou repetir que tudo que envolve Lula é com o próprio mito e com o 01, 02 e 03. Entenderam? Lula é com eles?

– Chefe, chefe, um insight: Que tal excluirmos artistas e outros profissionais do gênero do cadastro nacional do Microempreendedor Individual, o MEI. Assim eles terão mais dificuldades para emitir notas fiscais e terão que entrar num sistema para pagar mais impostos, ou seja, terão muito mais dificuldades em fazer aquelas músicas, filmes, pinturas e livros comunistas e contra o Cristianismo e a família tradicional!!!

Anúncios

– Enfim uma ótima ideia. Vou ligar para o nosso mito agora…

………………..

Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência. Ou não, como diria Caetano. Mas, deve ser mais ou menos assim que funcionam as, digamos, ideias do (des)governo.

 

 

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *