DEMOCRACIA

Vacinação: PGR acata pedido da deputada Natália Bonavides e apura se Pazuello cometeu falsidade ideológica

A Procuradoria-Geral da República (PGR) atendeu pedido de apuração feito pela deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) e investiga agora conduta do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em plano de vacinação contra a Coivd-19. A investigação preliminar foi informada nesta quinta-feira, 4, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nesta Procuradoria-Geral da República já tramita notícia de fato destinada à averiguação preliminar do acontecimento ora relatado pela deputada federal noticiante”, afirma o documento assinado pelo procurador-geral Augusto Aras.

Natália Bonavides defende que Pazuello seja investigado por falsidade ideológica e fraude processual por entrega de documento falso à Suprema Corte. Em sua conta no twitter, a parlamentar comemorou a decisão da PGR.

A PGR atendeu nosso pedido e abriu a investigação sobre a conduta do ministro Pazuello por ter entregado documento de autoria falsa ao STF. Agora aguardamos a devida responsabilização do ministro e de todos os envolvidos”, afirmou a parlamentar.

A deputada federal Natália Bonavides entrou com pedido de investigação depois que pesquisadores que assessoraram o Ministério da Saúde questionaram assinatura em texto do primeiro plano de imunização entregue à Suprema Corte em dezembro de 2020.

Em nota, um grupo de 36 cientistas afirmaram não ter sido consultado antes do envio do documento ao STF. “O grupo técnico assessor foi surpreendido no dia 12 de dezembro de 2020 pelos veículos de imprensa que anunciaram o envio do Plano Nacional de Vacinação da COVID-19 pelo Ministério da Saúde ao STF. Nos causou surpresa e estranheza que o documento no qual constam os nomes dos pesquisadores deste grupo técnico não nos foi apresentado anteriormente e não obteve nossa anuência”, disse trecho da nota.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *