+ Notícias

Varela Santiago voltará a fazer cirurgias após acordo com Governo

A governadora Fátima Bezerra garantiu que o Estado pagará até 15 de julho a parcela em atraso referente ao repasse ao hospital infantil Varela Santiago. O débito é de 2018 no valor de R$ 575. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (1), durante reunião que contou com a presença do diretor do Varela Santiago Paulo Xavier, o secretario de Saúde Cipriano Maia, auxiliares do Governo e deputados estaduais que vêm acompanhando o caso.

Além do pagamento da dívida herdada ainda da gestão Robinson Faria, o governo se comprometeu a renovar do convênio referente a 2019 no valor de até R$ 1,15 milhão. Uma parcela de R$ 159 mil para o pagamento de quimioterapia também será liberada.

Com as medidas, o hospital infantil voltará a remarcar as cirurgias que haviam sido suspensas.

 O novo convênio será discutido também com a prefeitura de Natal. Ainda ficou definido que a administração estadual dará continuidade ao processo de habilitação de novos serviços a serem prestados pelo Varela Santiago como o de cirurgias lábio palatinas, o que vai evitar o deslocamento dos pacientes e familiares a outros estados e reduzir o custo das cirurgias.

A ampliação dos serviços oferecidos pelo hospital infantil era uma das condições propostas pelo titular da Sesap Cipriano Maia para renovar o contrato.

Ao fina da reunião, o diretor do Hospital Varela Santiago, médico Paulo Xavier, disse que os principais problemas enfrentados pela instituição foram equacionados e as 80 cirurgias que haviam sido adiadas serão remarcadas.

“Vamos imediatamente remarcar as cirurgias. Hoje atendemos crianças de todo o estado. Fazemos 90% do atendimento infantil e utilizando toda a nossa capacidade que é de 110 leitos. A reunião foi muito positiva, os serviços ficam mantidos e as cirurgias serão remarcadas”, afirmou.

A governadora destacou as dificuldades enfrentadas pelo Estado, mas reconheceu a importância da unidade:

“Reconhecemos a importante atuação do Hospital Varela Santiago na atenção à saúde infantil no RN. Apesar das dificuldades e dos atrasos herdados da gestão anterior, o Governo do Estado vai fazer o repasse da quarta parcela do convênio referente a 2018”, disse.

 

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *