CIDADANIA

Vereadores de Natal aumentaram em R$ 2,5 mil o próprio salário e receberão quase R$ 20 mil

Os vereadores de Natal evitaram ao máximo mencionar o aumento real de seus salários durante a votação nesta quarta-feira (23). Mas no final do dia o projeto de lei encaminhado ao Executivo para sanção revela que o valor passará de R$ 17 mil para exatos R$ 19.533,24, representando um aumento de 14,9% (R$ 2.533,24).

Inicialmente o projeto divulgava apenas o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), dos anos de 2017 (2,95%), 2018 (3,75%), 2019 (4,31%), e 2020 (3,31%). A vereadora Nina Souza (PDT) chegou a dizer que o aumento, aplicado a partir de janeiro de 2022, seria de R$ 1.600.

Ela também incluiu emenda ao projeto permitindo aos vereadores que considerarem a remuneração excessiva a renúncia parcial ou total do salário.

Apenas o valor acrescido aos rendimentos dos parlamentares ultrapassa dois salários mínimos (R$ 1.045) e a média salarial potiguar, que é a menor do Brasil. Segundo dados levantados pela 58º Pesquisa Salarial da Catho, a média salarial do brasileiro é de R$ 2.340. O estado melhor colocado é São Paulo, com 2.760,94, e o último, o Rio Grande do Norte, com R$ 1.733,02.

Dezoito votaram a favor e cinco, contra. Divaneide Basílio (PT), Júlia Arruda (PCdoB), Ana Paula Araújo (PL), Eleika Bezerra (PSL) e Franklin Capistrano (PSB) não concordaram com o reajuste.

Com salários congelados há seis anos, os servidores municipais da capital potiguar receberam com indignação a notícia do aumento dos salários dos vereadores vão, por meio do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), questionar judicialmente a legalidade da medida.

Confira projeto:

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais