OPINIÃO

Viralatismo sim

Essa semana vi uma matéria de um jornalista prestigiado do UOL afirmando que Tite deveria se voltar mais para a Premier League e menos para o Brasileiro. Estranhei e me pergunto: “Quando foi, pelo menos para as últimas Copas, que isso não aconteceu?” O cara escreve como se o treinador da seleção brasileira estivesse dando moral a quem joga no Brasil e isso nunca mais aconteceu, na verdade.

Quem é o jogador da seleção que atua no Brasil que pode ser considerado titular no time de Tite? Na última copa, o único jogador brasileiro a atuar foi Fágner, do Corinthians. Fracassou? Foi mal? Foi. Mas foi pior que Danilo, Willian, Fernandinho, Firmino ou Jesus, estes todos da Premier? Culpa do Brasileirão o fracasso do time de Tite em 2018? Me parece que não.

Lembrando que o meia Luan, melhor jogador das Américas em 2017, que tinha dado show na conquista do ouro olímpico ao lado de Neymar, além do zagueiro Rodrigo Caio, que formou dupla de perfeição com Marquinhos, foram ignorados. Na criação o Brasil precisou tanto do Luan, mas Tite preferiu Renato Augusto, Coutinho, Willian, Paulinho…e por quê os cracaços da Premier Jesus e, principalmente Firmino, não nos salvaram com seus gols

Veja quem disputou a Copa e tire suas conclusões:

Goleiros: Alisson (Roma), Ederson (Manchester City) e Cássio (Corinthians)

Defensores: Danilo (Manchester City), Geromel (Grêmio), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Marcelo (Real Madrid), Marquinhos (PSG), Miranda (Internazionale), Fágner (Corinthians), Thiago Silva (PSG)

Meio-campistas:  Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Fred (Shakhtar Donetsk), Paulinho (Barcelona), Philippe Coutinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan), Willian (Chelsea).

Atacantes:  Douglas Costa (Juventus), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG), Taison (Shakhtar Donetsk).

Voltando no tempo

Voltando mais no tempo, em 2014, o treinador era o terrível Felipão, a famosa Copa do Brasil. Foi culpa dos jogadores que atuam na terrinha aquele fracasso retumbante com a goleada histórica e arrepiante de 7 a 1 para a Alemanha campeã?

Será que vocês concordam que os piores jogadores daquela triste seleção jogavam justamente no futebol inglês? A espinha dorsal da equipe, meio campistas como Fernandinho, Willian, Oscar, Ramires e Paulinho já atuavam no poderoso futebol da Primeira Liga. Dá para atribuir aos que atuavam no Brasileirão? E o placar, convenhamos, teve a impressionante contribuição de uma dupla que brilhava na Alemanha, o Dante, e o David Luiz, do Chelsea, na Inglaterra.

Refrescando a memória: a escalação daquele dia fatídico:  Júlio César; Maicon, David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo e Fernandinho (Paulinho); Bernard, Oscar e Hulk (Ramires); Fred (Willian)Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Viram quantos da Premier League?

Elenco da Seleção Brasileira de 2014

Goleiros:

Jefferson (Botafogo)
Julio César (Toronto F.C)
Victor (Atlético-MG)

Zagueiros:

Dante (Bayern de Munique)
David Luiz (Chelsea)
Henrique (Napoli)
Thiago Silva (Paris Saint-Germain)

Laterais:

Daniel Alves (Barcelona)
Maicon (Roma)
Marcelo (Real Madrid)
Maxwell (PSG)

Meio-campistas:

Fernandinho (Manchester City)
Hernanes (Inter de Milão)
Luiz Gustavo (Wolfsburg)
Oscar (Chelsea)
Paulinho (Tottenham)
Ramires (Chelsea)
Willian (Chelsea)

Atacantes:
Bernard (Shakhtar)
Fred (Fluminense)
Hulk (Zenit)
Jô (Atlético-MG)
Neymar (Barcelona).

Esse é o tipo de opinião inaceitável, pois independente da Liga que atue o atleta que se destaca de verdade deve sim ser chamado e testado. Bastou fazer isso, algo diferente, e não só com jogadores da Premier, pois Everton Ribeiro, Guilherme Arana e Gerson (recém-saído do Brasil) estiveram muito bem nas partidas em que o Brasil não foi tão brilhante.

Brasileirão sim

O Brasileirão tem sim jogadores que podem integrar a seleção brasileira, ou que pelo menos mereçam ser testados, e que possam ter as mesmas chances de atletas que abusam de jogar, de forma seguida, casos de Firmino, Willian, Oscar, Fernandinho e até Jesus (que gosto muito), e nunca deram uma resposta à altura da confiança depositada.

Voltando ainda mais no tempo, em 2010, nós tínhamos dois diamantes brutos que poderiam fazer a diferença, mas o técnico, sempre eles, no caso o obtuso Dunga, simplesmente ignorou Neymar e Ganso, preferindo levar os Felipe Melo da vida e, de novo, nenhum dos titulares, à exceção de Robinho que tinha voltado para o Santos, e Kleberson (nem era titular absoluto) atuavam no Brasil.

Então, resumindo, o cara quer atribuir aos jogadores que defendem os clubes brasileiros, que ainda não foram jogar na Europa, a exemplo do indefinível Carlos Alberto Parreira, são os responsáveis pelos nossos fracassos?

Me poupe, é viralatismo sim.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Edmo Sinedino
Edmo Sinedino é jornalista, ex-jogador de futebol e escreve aos domingos