DEMOCRACIA

Zenaide vai defender no Senado revisão do teto dos gastos

Anúncios

Única da bancada federal potiguar a votar contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, Zenaide Maia (PHS) é candidata ao Senado pela coligação Frente Popular (PT, CPdoB e PHS) e faz questão de dizer que sua bandeira é a defesa “dos trabalhadores, dos municípios e daqueles que geram emprego e renda”.

Nesta segunda-feira (6), em entrevista ao Meio Dia RN, na 98 FM, ela disse que em seu primeiro mandato (2015-2018) fez opção pelos trabalhadores e que, como senadora, vai priorizar a revisão de medidas como a Emenda 95, que congelou os gastos públicos por 20 anos.

Zenaide votou contra a medida e, por essa razão, foi suspensa por um ano do PR, ao qual estava ligada na época. “Tem o partido, eu respeito. Mas votei contra a orientação do partido. Fiz o que eu achava certo”, disse a deputada federal.

“Se um governo está em crise é claro que tem que reduzir gastos, mas por que justamente nos gastos primários, saúde, educação e segurança pública? Esse orçamento vai continuar por 20 anos. Não há quem governe”, esclareceu sua posição, lembrando que é médica e conhece a realidade da saúde pública.

Anúncios

Sobrenome

Quando questionada sobre carregar o nome dos Maia, que tem tradição política, ela comenta que está entre os 16 filhos de um pai pequeno agricultor e uma mãe costureira.

“Com 14 anos eu morava em casa de estudante, onde eu era diretora. Nunca estudei em escola privada e optei pelo serviço público de saúde. Sou médica da universidade”, resumiu, lembrando que foi secretária de saúde de São Gonçalo do Amarante e criou um modelo de gestão que foi premiado pelo Ministério da Saúde.

“Mesmo sem ser candidata eu tinha consciência de que eu ajudava muito poucas pessoas. E que a única maneira de se defender uma cidade, estado, país é pela política. Me preocupa quando se diz que 70% das pessoas não querem votar”.

Zenaide procura demonstrar independência no que diz respeito às relações familiares. É casada com o ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante Jaime Calado (PMB) e irmã do presidente estadual do PR, João Maia.

“João é meu irmão, mas estamos seguindo em coligações diferentes”, disse a entrevistada, que também confessou ter aconselhado a filha, Mada Calado (PT), a não se candidatar.

“Imagine como controlar uma família?”, pergunta Zenaide. “Mada tem 40 anos, tem a família dela e tem vida própria. Adoro João, é meu irmão. Adoro Mada. É uma família grande, que eu me orgulho, mas cada um tem sua vida própria”.

Ao lado de Zenaide na coligação Frente Popular estão o também candidato ao Senado Alexandre Motta (PT) e a candidata ao Governo Fátima Bezerra (PT), com Antenor Roberto (PCdoB) como vice.

Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *